Gualter Furtado

Furnas a Pátria das Camélias
Onde elas são sempre mais frondosas,
E tal como as lindas Bromélias
São as Rainhas e muito formosas!

Gualter Furtado

Foi com o propósito de dar a conhecer o valiosíssimo património cameleiro do formoso Vale das Furnas, da ilha de São Miguel, Açores, e igualmente combater a sazonalidade da época invernosa que a Câmara Municipal da Povoação criou, em 2003, a I Exposição
de Camélias das Furnas, realizada no Cine Teatro Vale Formoso, contando o com imprescindível apoio do Parque Botânico Terra Nostra, de pomares de particulares das Furnas e da mata-jardim José do Canto.

Estava dado o primeiro passo para instituir-se oficialmente esta freguesia ex-libris dos Açores como a “Capital das Camélias”, visto ser neste local que se encontrava, já na época, a maior e mais rica densidade de variedades de japoneiras da ilha e do
arquipélago açoriano.

Hoje a Exposição de Camélias das Furnas é, sem dúvida, um ícone incontornável da oferta turística da ilha de São Miguel, na época baixa.

De igual relevância é a majestosa colecção de Camélias do Parque Terra Nostra, que já atingiu as 800 variedades, proeza que lhe coloca, provavelmente, no topo da lista dos parques e jardins com a maior colecção cameleira de todo o continente português.

O Pavilhão Multiusos das Furnas vai acolher a Exposição de Camélias, este ano com cerca de 200 variedades nas comemorações dos 20 anos de existência.

Sábado, dia 24 de Fevereiro de 2024, às 16h30 (hora Açores), o “Atlântida”, estará lá com a repórter Lena Goulart, para mostrar a arte, e ouvir os artistas e responsáveis pelo certame, organizado pela Câmara Municipal da Povoação, em colaboração com o
“Terra Nostra Garden Hotel”, e a Junta de Freguesia de Furnas.

A mostra de Camélias, deste ano, conta com um espaço mais amplo e com maior capacidade para acolher mais artesãos, produtores locais, gastronomia e doçaria.

Em estúdio, a opinião e comentários, do Dr. Gualter Furtado – um Furnense apaixonado pelas tradições da sua terra.

Destaque ainda para os romeiros da Paróquia de São Mateus, da zona norte da cidade de Toronto, e para o grupo de música tradicional “ ComCordas” da ilha Graciosa que acaba de lançar o Cd. “Moinhos de Vento” e classificar-se para a final do programa
“Estrelas ao Sábado” do canal 1 da RTP.

O “ Atlântida” é um programa da RTP Açores, para a RTP Madeira e RTP Internacional, com produção de Bárbara Almeida, realização de Fernando Paiva e apresentação de Sidónio Bettencourt.

Texto da RTP Açores