O segundo edifício do Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel está pronto para receber novas empresas, mas ainda não tem previsão de abertura. As obras de construção, já concluídas, arrancaram em março de 2020 com o governo socialista, mas continua por lançar o concurso para escolher as empresas que irão lá fixar-se.

A constatação foi feita pelos candidatos socialistas às próximas eleições pelo círculo de São Miguel, em visita às instalações do Nonagon. Entre eles esteve Cristina Calisto, que acompanhou o projeto do parque de perto ao longo dos seus 8 anos como autarca da Câmara Municipal da Lagoa, tendo estado presente desde a sua inauguração, em 2015, ao lado do então Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro.

Cristina Calisto realça o papel do Nonagon, o primeiro Parque de Ciência e Tecnologia da Região Autónoma dos Açores, na fixação de empresas na área da tecnologia na Região e reconhece a sua importância para o desenvolvimento da economia. A atual candidata socialista às próximas eleições legislativas regionais, a realizar-se no próximo dia 4 de fevereiro, mostra-se, contudo, apreensiva quanto ao futuro deste ambicioso projeto caso este se mantenha nas mãos do governo de coligação PSD/CDS/PPM.

“Este é um bom exemplo da forma como a Ilha de São Miguel tem sido esquecida. Novos investimentos que permitem alavancar o Nonagon e trazer mais empresas e mais riqueza para a Ilha de São Miguel acabaram por não ser tidos em consideração”, refere a candidata do Partido Socialista, salientando estarem alocados dois lotes para os quais se desconhece o destino a dar, uma vez que o PO 2030 não tem verbas que permitam avançar com os mesmos.

Os candidatos socialistas lamentam que um projeto inovador e dinâmico como o Nonagon, com provas dadas ao longo dos anos da importância que tem para o arquipélago, seja abandonado. Cristina Calisto garante que “é isto que o governo do Partido Socialista pretende: retomar o rumo do progresso e da captação de empresas na área da inovação tecnológica”.