O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) registou hoje até às 14:45 locais (15:45 em Lisboa) cinco ocorrências nas ilhas de São Miguel e do Faial, devido à passagem da depressão Irene.

O SRPCBA adianta, em comunicado, que três situações ocorreram na ilha de São Miguel, no concelho de Ponta Delgada, e duas na ilha do Faial, sem haver registo de vítimas.

“As ocorrências correspondem a duas inundações de habitações, uma obstrução de via, uma queda de árvore e uma derrocada”, acrescenta.

A fonte lembra que devido à depressão Irene, com um sistema frontal associado, que está a condicionar o estado do tempo no arquipélago dos Açores, na segunda-feira “foram contabilizadas, no total, 21 ocorrências, todas em São Miguel (18 em Ponta Delgada e três na Ribeira Grande).

Considerando o aviso emitido pelo Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA), o SRPCBA aconselha a população “a continuar a adotar as medidas de autoproteção”.

A Câmara Municipal de Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, adiantou em comunicado que o seu presidente, Alexandre Gaudêncio, acompanhou hoje durante a manhã “a equipa operacional da autarquia que esteve a proceder à limpeza e à desobstrução de vias que o temporal da última madrugada provocou”.

“Felizmente não há danos materiais a registar, mas a forte chuva que caiu na última madrugada condicionou o acesso em algumas localidades” referiu o autarca, citado na nota.

Segundo a fonte, as ocorrências registaram-se na freguesia de Porto Formoso, no Caminho do Lameiro, “onde uma derrocada interrompeu a circulação automóvel”, e no Pico da Pedra, na zona da Canada da Borracha, onde a intempérie “arrastou material do pavimento para várias artérias a sul da freguesia”.

“A prontidão dos meios camarários, em articulação com as respetivas Juntas de Freguesia, fizeram com que rapidamente se retomasse a circulação rodoviária” destacou Alexandre Gaudêncio.

A autarquia da Ribeira Grande indica que, devido ao mau tempo, o acesso aos trilhos pedestres do Moinho do Félix, na Lomba de São Pedro e da Ladeira da Velha, em Porto Formoso, está temporariamente encerrado “devido a pequenas derrocadas nos respetivos percursos”.

Também em comunicado, na segunda-feira, a empresa Eletricidade dos Açores [EDA] Renováveis, S.A. adiantou que, “devido às condições meteorológicas que se fizeram sentir na ilha de São Miguel nos últimos dias, a barquinha e pás de um dos aerogeradores do Parque Eólico dos Graminhais caíram”.

“Deste incidente não resultaram danos humanos, nem outros danos materiais na instalação”, referiu.

A empresa “está a proceder a uma verificação de segurança a todos os equipamentos do parque eólico, de forma a prevenir situações futuras e para analisar o estado de operacionalidade das restantes estruturas”.

Enquanto decorre a verificação, a EDA Renováveis “solicita que se evite a deslocação e permanência na zona onde está instalado o parque [eólico], de forma a garantir que os trabalhos decorram em segurança”.

O IPMA colocou hoje sob aviso amarelo, até às 20:00 locais (21:00 em Lisboa), as ilhas do grupo Central (Terceira, Graciosa, São Jorge, Faial e Pico) devido à precipitação por vezes forte e, até às 17:00 locais (18:00 em Lisboa), por causa do vento.

Para as ilhas do grupo Oriental (São Miguel e Santa Maria), o mesmo aviso aplica-se devido ao vento (até às 17:00 locais) e à previsão de chuva (20:00 locais).

O aviso amarelo é emitido sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.