O Presidente José Manuel Bolieiro destacou hoje que os professores dos Açores “reconhecem” o trabalho do Governo PSD/CDS/PPM no setor da Educação, tendo assegurado que a classe docente pode “continuar a contar” com a Coligação.

“Os professores reconhecem, com justiça, o muito que fizemos em tão pouco tempo, e podem continuar a contar com este projeto político a favor da sua dignificação e da sua elevação no sistema educativo que seja efetivamente valorizador da sua carreira”, salientou José Manuel Bolieiro.

O líder da Coligação falava à comunicação social no final de uma reunião com o Sindicato Democrático dos Açores, acompanhado dos candidatos do PSD/CDS/PPM pelo círculo de São Miguel para eleições legislativas regionais de 4 de fevereiro de 2024, que serviu para aferir as avaliações e reivindicações sindicais da classe docente.

José Manuel Bolieiro acolheu com “satisfação o que já realizamos, consciente também da exigência e a expetativa do progresso e da consistência destas políticas. Portanto, esse diálogo e essa concertação enriquecem o nosso projeto político que iremos manter”, afirmou.

O Presidente apontou como principais conquistas das políticas públicas no setor da Educação, para além da valorização da carreira docente, a colocação de 572 docentes e 323 assistentes operacionais nos quadros da Região, com vínculo estável, nos últimos três anos.

“Em 2020, assisti a reivindicações com recusa da ação governativa socialista para eliminar a degradante instabilidade do vínculo laboral, isto é, a precariedade do vínculo ao sistema educativo da Região. Desde então, muito se evoluiu”, lembrou.

José Manuel Bolieiro sublinhou também que “as famílias açorianas contaram com este Governo na desoneração de custos no seu orçamento familiar para o sucesso educativo dos seus filhos”, por via da gratuitidade dos manuais digitais e impressos, que se traduziram num investimento de 1,5 milhões de euros junto de cerca de 20.000 famílias.

O líder da Coligação destacou “que a Educação é um elevador social indispensável no desenvolvimento dos Açores” de que os professores “constituem uma peça fundamental na sua concretização”, comprometendo-se na manutenção “do diálogo social essencial no projeto de governação de estabilidade e de continuidade”, concluiu.