Vasco Cordeiro destacou, esta segunda-feira, que o Governo Regional do PS que vier a emergir das eleições do próximo dia 4 de fevereiro irá “apostar na inovação, no empreendedorismo, na ciência e na tecnologia, como via para incentivar a criação de emprego qualificado”, tal como vinha a acontecer até 2020.

O candidato do PS a Presidente do Governo Regional falava após uma reunião com empresários sedeados no parque de ciência e tecnologia da ilha Terceira, TERINOV.

Vasco Cordeiro recordou que a “aposta na inovação, no empreendedorismo, na ciência e na tecnologia vêm do tempo dos Governos do PS na Região” e servem “uma componente económica de desenvolvimento de construção de uma nova economia, para fixar novos talentos, fixar novas áreas económicas, criar emprego, criar emprego qualificado nas nossas ilhas”.

“É por isso que nós atribuímos tanta importância a iniciativas como o TERINOV aqui na ilha Terceira, mas também ao NONAGON, em São Miguel, e ao Polo MARTEC, na ilha do Faial”, vincou.

Para o Presidente do PS/Açores, estas novas áreas devem ser um “fator de dinamização das nossas comunidades e da nossa economia”, sendo que a administração pública deve “assumir-se, cada vez mais, como um fator de dinamização destas novas áreas da economia”.

Vasco Cordeiro frisou que a aposta nesta área é uma das formas de “responder à multiplicidade de desafios que a Região tem”, nomeadamente na “fixação de mão de obra qualificada”, a bem do “futuro da nossa terra e da nossa Região”.

O candidato do PS criticou o “abandono de uma estratégia clara, concretizável e concretizada no empreendedorismo e na captação de empresas e investimentos para os Açores”, considerando que esta é uma área que “precisa de ser redinamizada”, para “pô-la novamente a funcionar”.

“É uma questão de gerar economia, de fixar jovens empreendedores e jovens trabalhadores na nossa Região, de dar oportunidade àqueles que do exterior se querem fixar na Região mas, sobretudo, àqueles que, sendo Açorianos, vão qualificar-se no exterior da Região, ou mesmo na Região, e fixam a sua residência cá”.

Vasco Cordeiro entende que é preciso “por a funcionar, urgentemente, os incentivos que já estão à disposição dos Açores”, exemplificando com o “novo quadro comunitário”, que “continua parado, sem reverter em benefício do desenvolvimento da nossa Região”.

“Esta área foi abandonada pelo Governo da coligação PSD/CDS/PPM. Foi desmerecida na importância que tem. Estamos a falar de áreas que comprovadamente resultam, em que foram criados empregos, mas que necessitam de um novo impulso, de uma nova dinâmica, por parte do próprio Governo Regional, que é aquilo a que o PS se propõe”, finalizou o candidato a Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro.