O Presidente José Manuel Bolieiro destacou hoje que foi o Governo da Coligação PSD/CDS/PPM que reforçou os fundos europeus dirigidos ao setor empresarial privado dos Açores, “ao contrário das opções da governação socialista”.

José Manuel Bolieiro, que falava aos jornalistas no final do encontro “Futuro da Economia dos Açores”, com a presença de empresários da ilha de São Miguel, no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, destacou a reprogramação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) efetuada pelo seu Governo com vista a apoiar a economia privada.

Para além de assegurar mais fundos europeus para os empresários dos Açores, o líder da Coligação PSD/CDS/PPM destacou que “foi estabelecido um acordo com o Banco Português de Fomento e a banca de retalho, de modo a conferir um acesso ao crédito mais vantajoso e competitivo para as empresas, desonerando custos na operação”.

O candidato às eleições regionais de 4 de fevereiro assegurou que os empresários “podem confiar neste percurso que é bom e no rumo traçado, que vai ser ainda mais robustecido com a entrada em ‘velocidade cruzeiro’ da execução da Agenda 2030, bem como do PRR e da nossa opção de capitalização do nosso tecido empresarial”.

José Manuel Bolieiro afirmou ter sentido “grande satisfação e apoio na continuidade destas políticas públicas por parte dos empresários, que querem uma estabilidade que dê continuidade ao forte crescimento económico que se verifica nos últimos três anos, reconhecido pelo Conselho de Finanças Públicas, bem como a robustez do tecido empresarial”.

O líder da Coligação PSD/CDS/PPM acrescentou que, para além do apoio do setor empresarial privado, recebeu “um apelo para não andar para trás, garantir a estabilidade deste rumo que tem criado robustez, riqueza e emprego, formação, acesso aos fundos comunitários e redução da burocracia”.

“Ou seja, enquanto empreendedores, [os empresários dos Açores] sabem da importância das políticas públicas que temos vindo a desenvolver durante a nossa governação”, concluiu.