A atribuição pela Região de uma assinatura de um jornal local à escolha a cada jovem entre os 15 e os 24 anos faz parte do programa eleitoral do Bloco de Esquerda Açores. A medida foi tema na visita do Bloco Faial à redação do jornal Incentivo que anunciou, no início deste ano, ter deixado de reunir as condições financeiras para manter a publicação em papel.

Aurora Ribeiro visitou, com outros candidatos do Bloco Faial às eleições de 4 de fevereiro, a redação do jornal Incentivo que, desde o início de 2024, abandonou a publicação impressa e passou a funcionar apenas na modalidade digital. Durante a conversa foram discutidos os problemas que o jornalismo atravessa, não apenas a nível local, mas também regional e nacional, como a grande dificuldade em obter receitas que permitam manter trabalhadores. A redação do Incentivo já chegou a ter cinco jornalistas, estando agora a funcionar apenas com dois.

A medida do Bloco de atribuição pela Região de uma assinatura de um jornal local à escolha a cada jovem entre os 15 e os 24 anos tem o intuito de combater um conjunto de problemas que o jornalismo local enfrenta e contribuir para um reforço do setor: criação de novos públicos e hábitos de leitura, promoção da concorrência dos jornais pela criação de conteúdos de interesse para os mais jovens, aumento de procura e receitas de publicidade e garantia de financiamento para as empresas de comunicação social, estranguladas pelas dificuldades atuais.

Rui Gonçalves, diretor do Incentivo, considerou esta uma boa proposta, por permitir colmatar falhas na venda de novas assinaturas e ajudar na resolução de outros problemas que o jornal atravessa, como a quebra na venda de publicidade.