Vasco Cordeiro frisou que, caso ganhe a confiança dos Açorianos nas eleições Regionais do próximo dia 4 de fevereiro e possa constituir Governo, o PS “reforçará as políticas sociais nos Açores, como sempre fez enquanto governou”.

O candidato do PS a Presidente do Governo Regional dos Açores falava à saída de uma visita, em que esteve acompanhado dos candidatos socialistas pela ilha de S. Miguel, ao Centro Intergeracional dos Arrifes, uma valência da Casa do Povo dos Arrifes.

O Centro Intergeracional dos Arrifes representou um investimento do anterior Governo dos Açores, da responsabilidade do PS, na ordem dos 2,5 milhões de euros e permite dar resposta a cerca de 60 idosos, 30 em lar e 30 em centro de dia, e 100 crianças a frequentar o ATL.

“O Centro Geracional dos Arrifes é um bom exemplo de uma resposta social, que garante que ninguém fica para trás. E, para o Partido Socialista dos Açores, esta é uma prioridade: garantir que todos os Açorianos, independentemente da sua idade, possam ter o apoio que necessitam, seja para uma vida digna, seja para proporcionar condições para um crescimento e desenvolvimento saudável”, salientou o Presidente do PS/Açores.

Vasco Cordeiro entende que este trabalho deve ser “desenvolvido em parceria, entre o Governo Regional, as Santas Casas da Misericórdia, as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), Casas do Povo, entre outros parceiros”, uma vez que “só isso garante uma abordagem integrada e aprofundada”.

“O Governo Regional não se deve substituir a estes parceiros, deve antes trabalhar em parceria com estes, para atingir os objetivos que melhor sirvam a nossa sociedade”, frisou.

Vasco Cordeiro salientou, ainda, que o próximo Governo Regional do PS não vai cortar os apoios sociais aos idosos nem aos jovens, não vai diminuir o cheque pequenino, não vai retirar apoios aos funcionários públicos da nossa Região, nem ao setor privado”, ao contrário do que dizem os partidos da coligação (PSD/CDS/PPM), salientando que “com o próximo Governo Regional do Partido Socialista, ninguém perderá aquilo a que tem direito”.

“É importante que isso fique claro e esclarecido. Ninguém perderá aquilo a que tem direito”, reforçou.

“Os Açorianos conhecem-me e conhecem o projeto do Partido Socialista. Sempre apostámos fortemente em políticas sociais e no desenvolvimento de uns Açores fortes e resilientes, capazes de enfrentar desafios. Contudo, nestes últimos três anos, a coligação PSD/CDS/PPM demonstrou ser incapaz de executar fundos comunitários e desinvestiu nos apoios sociais. É por isso que os Açorianos devem recuperar a Confiança num Governo Regional que deve estar ao serviço dos Açores e dos Açorianos. É também isso que está em causa no próximo dia 4 de fevereiro”, finalizou o candidato a Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro.