O líder da Iniciativa Liberal nos Açores, Nuno Barata, desejou hoje que “o maior número de açorianos possível” vote nas legislativas regionais, referindo que este é o dia da “festa da democracia”.

Depois de votar na Escola Primária da Matriz, nas Anexas, em Ponta Delgada, pelas 11:00, o também cabeça de lista pelos círculos de São Miguel e da compensação deixou “uma palavra de esperança”, em declarações aos jornalistas.

“Que vote hoje o maior número de açorianos possível, que cumpram esse dever cívico. Mais do que um dever, diria que é a afirmação da democracia”, afirmou, lembrando as boas condições meteorológicas, pelo menos na ilha de São Miguel, para apelar à participação nas urnas.

“O mais importante é que votem, não fiquem em casa. Aproveitem o bom tempo e cumpra esse direito, que é também um dever cívico”, acrescentou o deputado regional.

Cerca de 230 mil eleitores são hoje chamados a votar para escolher os 57 deputados na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, naquelas que são as primeiras eleições regionais antecipadas na história da autonomia do arquipélago.

De acordo com os resultados das legislativas regionais, o representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional, que, por sua vez, propõe os membros do executivo.

As urnas abriram às 08:00 e fecham às 19:00 locais (mais uma hora em Lisboa).

Nos Açores, há 10 círculos eleitorais, nove coincidentes com cada uma das ilhas (Flores, Corvo, São Jorge, Faial, Pico, Graciosa, Terceira, São Miguel e Santa Maria) e outro de compensação (que junta os votos que não permitiram eleger deputados nos círculos de ilha).

Onze candidaturas concorrem às legislativas açorianas: PSD/CDS-PP/PPM (coligação que governa a região atualmente), ADN, CDU (PCP/PEV), PAN, Alternativa 21 (MPT/Aliança), IL, Chega, BE, PS, JPP e Livre.

O Presidente da República decidiu dissolver o parlamento açoriano e marcar eleições antecipadas para 04 de fevereiro após o chumbo do Orçamento para este ano.