O presidente do PSD/Açores mostrou-se hoje tranquilo ao votar nas eleições regionais no arquipélago e apelou aos açorianos para votarem num exercício de “plena liberdade e de cidadania”.

“Eu fiz uma votação tranquilo, com uma boa organização da mesa, com as novas metodologias facilitadoras da procura no caderno eleitoral”, disse José Manuel Bolieiro.

O líder social-democrata nos Açores falava aos jornalistas após ter votado, pelas 11:15 locais (12:15 em Lisboa), na biblioteca da freguesia da Fajã de Baixo, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, onde funciona a secção de voto n.º2.

Bolieiro também referiu que o ato eleitoral está a decorrer “com a máxima organização e tranquilidade”.

“Tenho estado, por contacto telefónico, a saber como estão a acontecer as eleições em várias mesas de votos, e tenho recebido notícia de boa afluência. Felizmente esta manhã o tempo está bom”, disse.

De seguida, deixou um apelo aos eleitores açorianos: “Aqueles que ainda não foram exercer o seu direito de dever de voto, que o façam, preferencialmente, durante este período em que o tempo está melhor, num exercício de plena liberdade e de cidadania”.

“Logo [à noite, após o fecho das urnas], teremos a decisão soberana do povo para ver o futuro dos Açores, quer na sua representação parlamentar, quer na futura formação do Governo”, disse.

No dia das eleições, José Manuel Bolieiro, que é também o atual presidente do Governo Regional açoriano, chegou ao largo da localidade de Fajã de Baixo, onde está instalada a sede da Junta de Freguesia, pouco depois das 11:00 locais, acompanhado por uma das duas filhas.

Aos jornalistas disse que não está nervoso com o resultado do sufrágio eleitoral: “Não, não estou nervoso. É óbvio que um democrata sabe que tudo é possível acontecer e há sempre uma certa ansiedade. Mas, a verdade é que também tenho a tranquilidade da decisão do povo”.

“Eu já vi, durante a minha vida política, muitos que pensavam que iam ganhar e perderam, muitos que pensavam que iam perder [e] ganharam”, disse.

O líder social-democrata também fez um balanço da campanha eleitoral reconhecendo que, procurou sempre afastar-se “do ataque a quem quer que seja” e, genericamente, “houve civismo”.

José Manuel Bolieiro adiantou que durante a tarde vai estar com a família e com os amigos, mas ainda vai ter tempo para tomar um café com Luís Montenegro, líder nacional do PSD, que se encontra nos Açores.

Quase 230 mil eleitores vão votar hoje para escolher os 57 lugares do parlamento regional, após a primeira legislatura com fim antecipado na história do arquipélago, na sequência do chumbo do Plano e Orçamento Regional para este ano e da dissolução da Assembleia Legislativa pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

As 291 secções de voto para as eleições legislativas regionais dos Açores abriram hoje às 08:00 e vão encerrar às 19:00 locais (mais uma hora em Lisboa).

Onze candidaturas concorrem às legislativas regionais: PSD/CDS-PP/PPM, ADN, CDU (PCP/PEV), PAN, Alternativa 21 (MPT/Aliança), IL, Chega, BE, PS, JPP e Livre.