A coligação PSD/CDS/PPM elegeu hoje dois deputados regionais na ilha da Graciosa, onde o PS obteve um mandato, nas eleições dos Açores, segundo dados oficiais.

A coligação PSD/CDS/PPM conseguiu 46,23% dos votos, com 1.142 votos, o que resultou na eleição de dois deputados, designadamente João Bruto da Costa e Adolfo Nuno Gregório Vasconcelos, de acordo com os dados da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna.

O PS obteve um mandato, atribuído a José Ávila, tendo registado 43,68% dos votos, com 1.079 votos.

Segunda ilha mais pequena dos Açores em dimensão, a Graciosa teve 3.868 votantes inscritos e registou 2.470 votantes, para um círculo para três mandatos atribuídos.

Em 2020, o PS venceu as eleições na ilha, com 1.200 votos (48,94%), conquistando dois mandatos, e o PSD elegeu um deputado, com 1.053 votos (42,94%).

Freguesias: 4

Total de Mandatos: 3

Inscritos: 3.868

Votantes: 2.470 (63,86%)

Abstenção: 1.398 (36,14%)

Votos:

PSD/CDS/PPM: 1.142 votos (46,23%) – 2 mandatos

PS: 1.079 votos (43,68%) – 1 mandato

CHEGA: 100 votos (4,05%)

PAN: 16 votos (0,65%)

IL: 14 votos (0,57%)

BE: 12 votos (0,49%)

PCP/PEV: 7 votos (0,28%)

LIVRE: 6 votos (0,24%)

ADN: 5 votos (0,20%)

Brancos – 65 votos (2,63%)

Nulos – 24 votos (0,97%)

Partido Percentagem Mandatos
PSD, CDS-PP, PPM 46,23% 2
PS 43,68% 1
Chega 4,05%
BE
IL 0,57%
PAN 0,65%
CDU
Livre
ADN
JPP
Abstenção