O presidente do PSD, Luís Montenegro, vai passar a noite eleitoral de domingo nos Açores em Ponta Delgada, ao lado do líder regional José Manuel Bolieiro, tal como fez em setembro na Madeira, confirmou à Lusa fonte oficial do PSD.

Antes, na sexta-feira, Montenegro terminará a última edição da iniciativa “Sentir Portugal” nos Açores com uma deslocação às ilhas das Flores e do Corvo, que teve de adiar em meados de janeiro devido às condições meteorológicas.

O presidente do PSD cumpriu na segunda semana de janeiro, na Região Autónoma dos Açores, a última etapa da iniciativa “Sentir Portugal”, que o levou a todos os distritos do país e às Regiões Autónomas, faltando-lhe apenas estas duas ilhas.

Em setembro, durante as regionais da Madeira, o presidente do PSD participou no último dia da campanha eleitoral e reuniu no Funchal no domingo das eleições a Comissão Permanente, onde assistiu aos resultados eleitorais ao lado do líder do PSD-Madeira, Miguel Albuquerque.

Nos Açores, nas regionais de 2020, quando o PS perdeu a maioria absoluta de duas décadas, PSD, CDS-PP e PPM formaram uma coligação de governo com entendimentos parlamentares com o Chega e com a IL.

Os liberais romperam com o acordo em março de 2023 e meses depois, juntamente com PS e BE, votaram contra o Plano e Orçamento deste ano, que acabou chumbado. O Chega absteve-se, depois de ter votado favoravelmente os três Orçamentos anteriores.

O Presidente da República decidiu dissolver o parlamento açoriano e marcar eleições antecipadas para 04 de fevereiro após o chumbo do Orçamento para este ano. Onze candidaturas concorrem às legislativas regionais de domingo, com 57 lugares em disputa no hemiciclo: PSD/CDS-PP/PPM, ADN, CDU (PCP/PEV), PAN, Alternativa 21 (MPT/Aliança), IL, Chega, BE, PS, JPP e Livre.