O presidente da Mesa da Assembleia Geral do Santa Clara, Eduardo Medeiros, manifestou hoje a intenção do clube em mudar de emblema, para dotar os ‘encarnados’ de Ponta Delgada de um emblema com uma “identidade própria”.

Em conferência de imprensa que decorreu na sede social do clube, Eduardo Medeiros vincou a necessidade de adotar um emblema no qual esteja representada a “identidade” dos Açores e a “história do clube”.

Um dos motivos pelo qual é defendida a mudança do emblema está relacionado com as fortes semelhanças ao do Benfica.

“Tem havido uma série de constrangimentos por parte de alguns sócios e simpatizantes em não se reverem no símbolo do Santa Clara. Gera confusão, mesmo em termos do código da propriedade industrial, com o símbolo de outro clube [Benfica]. Durante algum tempo, o Santa Clara identificou-se com um determinado clube, mas isto não quer dizer que não tenha sócios transversais a uma série de outros clubes. O Santa Clara tem de ter uma identidade própria”, destacou.

Até ao dia 31 de janeiro está a decorrer um concurso público, no qual podem ser apresentadas propostas para um novo emblema, que funcionará como “símbolo único para o clube e para a SAD”.

“O símbolo que vier a ser aprovado será também para a própria SAD. Não faz sentido haver uma SAD com um emblema e o clube com outro, quando o nome é o mesmo. Inclusivamente, eles sabem da nossa iniciativa e comungam dos mesmos ideais que nós”, adiantou.

A decisão final sobre o emblema será decidida e votada, posteriormente, pelos sócios em Assembleia Geral.