A Câmara Municipal de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, está a apoiar a população e a fazer o “levantamento exaustivo” dos prejuízos causados pelas inundações de segunda-feira em 10 freguesias do concelho, foi hoje anunciado.

Segundo uma nota da autarquia, o mau tempo atingiu as freguesias de Arrifes, Ginetes, Feteiras, Mosteiros, Sete Cidades, Pilar da Bretanha, Remédios, Santa Bárbara, Santo António e Capelas.

“A nossa prioridade máxima é proteger estas pessoas e salvaguardar os seus bens. As nossas equipas estão, desde ontem [segunda-feira], a trabalhar ininterruptamente para apoiar a população, a proceder ao levantamento exaustivo de prejuízos e em trabalhos intensos para repor a normalidade nas ruas obstruídas”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Pedro Nascimento Cabral.

Segundo o autarca, citado no comunicado, a Divisão de Desenvolvimento Social “realojou uma família de Santa Bárbara numa habitação do município, localizada na Relva”.

Ainda de acordo com Pedro Nascimento Cabral, os serviços municipais “têm estado em permanente contacto com as famílias que registaram danos nas suas moradias”, que foram informadas dos procedimentos a adotar para apresentarem o pedido de apoio junto da Câmara Municipal.

“Recordo que aprovámos um novo regulamento Municipal de Apoio à Habitação Degradada no ano passado para que passasse a contemplar uma nova tipologia de apoio destinada à habitação degradada por danos resultantes de situações de intempérie, calamidade, catástrofe natural ou incêndio”, referiu.

“Recordo que aprovámos um novo regulamento Municipal de Apoio à Habitação Degradada no ano passado para que passasse a contemplar uma nova tipologia de apoio destinada à habitação degradada por danos resultantes de situações de intempérie, calamidade, catástrofe natural ou incêndio”, referiu.

Pedro Nascimento Cabral indicou que o regulamento “prevê o apoio para a execução de obras, mas também para a aquisição de mobiliário e eletrodomésticos, na sequência de prejuízos provocados por fenómenos meteorológicos extremos”, como aquele que ocorreu na segunda-feira.

O presidente do município de Ponta Delgada visitou hoje as freguesias do concelho que registaram ocorrências devido à chuva, acompanhado pelo vereador com o pelouro da Gestão e Ordenamento do Território, Marco Resendes, e pela diretora do Departamento de Obras, Mobilidade e Equipamentos Municipais, Isabel Juromito.

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) indicou, na segunda-feira, que o mau tempo causou 35 ocorrências em quatro ilhas, a maioria no concelho de Ponta Delgada, detalhando que as situações foram inundações em habitações, em vias e derrocadas.

De acordo com o SRPCBA, 25 das ocorrências foram em São Miguel, todas no concelho de Ponta Delgada. As restantes foram no Faial (cinco), Graciosa (quatro) e Terceira (uma).

“As situações reportadas estão relacionadas com inundações em habitações, inundações em vias e obstruções de vias”, adiantou ainda o SRPCBA