O Presidente do Município, Pedro Nascimento Cabral, afirmou ontem que conta com a nova direção da Associação Académica da Universidade dos Açores (AAUA) para “afirmar Ponta Delgada como uma verdadeira cidade universitária”.

“Por parte da Câmara Municipal de Ponta Delgada fica, desde já, o compromisso de colaborar com os novos corpos sociais desta importante associação, tal como fez com a anterior direção, sobretudo no sentido de construir e afirmar Ponta Delgada como uma verdadeira cidade universitária”, vincou o autarca.

Pedro Nascimento Cabral falava na cerimónia da tomada de posse dos novos órgãos sociais da AAUA realizada no Salão Nobre da Reitoria da Universidade dos Açores, tendo sublinhado que a autarquia continuará a apoiar a estrutura estudantil na missão de dignificar e projetar positivamente a academia açoriana.

“Em simbiose, poderemos contribuir para engrandecer o nome da Universidade dos Açores; é, aliás, para isso que todos aqui estamos”, acrescentou, manifestando confiança no recém-empossado corpo dirigente da Associação Académica para prosseguir com esse desiderato.
“Tenho a certeza que esta vasta equipa, sob a liderança do seu presidente, Francisco Melo, vai constituir-se como ponte absolutamente imprescindível entre aqueles que são os direitos, deveres e justos anseios da comunidade estudantil e os propósitos mais nobres da sua reitoria”, acrescentou a autarca.

Fazendo a sua parte no que respeita “a elevar para novos patamares de qualidade as vivências e o acolhimento de alunos em Ponta Delgada”, Pedro Nascimento Cabral sinalizou que o município vai investir “um milhão de euros na construção de uma nova residência universitária” e “manterá o apoio substancial à Semana Académica”.

O Presidente do Município aproveitou ainda o momento para dar nota de que a autarquia reformulou o regulamento do Programa de Apoio a Atribuição de Bolsas de Acesso ao Ensino Superiorde forma a incluir como beneficiários os estudantes que estejam inscritos em ciclos de estudos conducentes, não só ao grau de licenciatura, mas também ao grau de mestrado integrado ou não integrado.

Além disso, referiu, os critérios do programa de apoio a bolsas universitárias foram alargados de modo “a abranger mais alunos do concelho de Ponta Delgada” e contemplar estudantes provenientes de famílias de classe média.

Com o período de candidaturas a decorrer até ao próximo dia 31 de janeiro, o novo programa “já garantiu bolsas universitárias a cerca de 170 alunos este ano letivo”, fez saber Pedro Nascimento Cabral.

Em resultado, a autarquia mais do que triplicou a verba atribuída a bolsas universitárias no corrente ano, o que representa um investimento superior a 220 mil euros.

Ainda no âmbito do Programa de Apoio a Atribuição de Bolsas de Acesso ao Ensino Superior, o autarcarelembrou que a Câmara Municipal de Ponta Delgada criou um regime especial para comparticipar financeiramente a deslocação de alunos carenciados que tenham sido colocados em estabelecimentos do Ensino Superior localizados fora da ilha de São Miguel.

A terminar, o Presidente do Município indicou que, ainda no passado mês, o município estabeleceu um protocolo de cooperação com a Fundação Gaspar Frutuoso para o Prémio de Mérito de Ingresso ao Ensino Superior.

Recorde-se que o prémio define a atribuição de um valor de mil euros ao estudante que resida no concelho de Ponta Delgada e venha a obter a nota mais alta no ingresso à Universidade dos Açores numa das suas licenciaturas.