Em qualquer região com as nossas caraterísticas geográficas, os transportes e a mobilidade são estratégicos para a vida diária. São vitais para todos nós e têm implicações em todas as atividades. Deles dependem a exportação da nossa produção, a importação de bens essenciais e os cuidados de saúde fora da ilha de residência. Mas o que vemos é o adiar da aposta no transporte e na mobilidade, limitando o desenvolvimento dos Açores. É por isso que a CDU se distancia da política de transportes praticada pelos governos regionais.

Não faz sentido que São Miguel e Santa Maria não tenham transporte marítimo de passageiros, viaturas e carga! Parece inacreditável a habitual desarticulação no transporte marítimo de carga. E estes são apenas dois de muitos exemplos.

Quanto à SATA, ao contrário do que tem sido dito, a privatização não tem a ver com as contas públicas. Qualquer privatização só acontecerá depois de a dívida ser inteiramente paga pelas contas públicas, como já reconheceu o próprio governo regional. Para os privados ficará o lucro, sem riscos; para nós, ficará a despesa e um pior serviço de transporte aéreo, mais caro para o passageiro e para a região, que terá de assegurar, com dinheiros públicos, os lucros privados. Já o PS tem disfarçado mal a sua concordância com a privatização, na esperança que a responsabilidade fique com outros…

Para a CDU, a solução passa por manter a SATA como empresa pública e ao serviço do nosso desenvolvimento económico e social. Passa pela aquisição de dois barcos para transporte de passageiros, carga e viaturas, durante todo o ano. Passa pelo reforço da rede de transportes terrestres de passageiros em todas as ilhas, reduzindo os preços aos passageiros e os tempos de espera. Para a CDU, o transporte e a mobilidade são essenciais para o desenvolvimento equilibrado e sustentável dos Açores!