Ponta Delgada, Açores, 16 jan 2024 (Lusa) – As famílias do concelho de Ponta Delgada afetadas pelas recentes intempéries que assolaram os Açores vão ser apoiadas pela Câmara Municipal, anunciou hoje o presidente do município, Pedro Nascimento Cabral (PSD).

Segundo a Câmara de Ponta Delgada, na sequência do mau tempo que se fez sentir aquando da passagem das depressões Hipólito e Irene foram registadas ocorrências nas freguesias da Ajuda da Bretanha, Arrifes, Capelas, Fajã de Cima, Fenais da Luz, Santo António, São Pedro, São José, e São Vicente Ferreira.

Num comunicado hoje divulgado, Pedro Nascimento Cabral afirmou que a Câmara está “solidária com as famílias afetadas pelas recentes intempéries ocorridas em várias freguesias do concelho”.

O autarca social-democrata indicou que “os diversos serviços municipais estão a acompanhar as situações, procedendo ao processo de realojamento nos processos mais críticos, e prestando o devido apoio para as restantes situações”.

De acordo com a autarquia, o Serviço Municipal de Proteção Civil, em parceira com o Departamento de Desenvolvimento Social, está a identificar os danos causados e a informar as famílias dos procedimentos a adotar para pedirem apoio junto da Câmara Municipal de Ponta Delgada.

Pedro Nascimento Cabral referiu que foi aprovado em 2023 um novo regulamento municipal que contempla “uma nova tipologia de apoio destinada à habitação degradada por danos resultantes de situações de intempérie, calamidade, catástrofe natural ou incêndio”.

O novo regulamento contempla um apoio para a execução de obras, mas também para a aquisição de mobiliário e eletrodomésticos, na sequência de prejuízos provocados por fenómenos naturais.

Na terça-feira, o presidente do Governo dos Açores (PSD/CDS-PP/PPM), José Manuel Bolieiro, disse que a depressão Hipólito causou prejuízos “para cima da dezena de milhões de euros”.

Já a depressão Irene causou hoje até às 14:45 locais (15:45 em Lisboa), cinco ocorrências nas ilhas de São Miguel e do Faial, segundo o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores.