O arquipélago dos Açores vai ser afetado, entre hoje e terça-feira, pela depressão Irene, prevendo-se um aumento da intensidade do vento e precipitação por vezes forte, avisou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Além de afetar o estado do tempo em Portugal continental e na Região Autónoma da Madeira com ventos fortes, chuvas intensas e agitação marítima, entre terça-feira e quarta-feira, “a depressão Irene no seu trajeto para noroeste vai aproximar-se do arquipélago dos Açores”, indicou o IPMA.

“No arquipélago dos Açores irá ocorrer um aumento da intensidade do vento, com rajadas até 90 km/h [quilómetros por hora], e precipitação por vezes forte”, entre hoje e terça-feira, segundo o instituto de meteorologia.

Neste sentido, o IPMA emitiu aviso amarelo (o menos grave de uma escala de três) nos grupos Oriental e Central do arquipélago dos Açores para “precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada”, entre hoje e terça-feira.

Na terça-feira, estes dois grupos estão também sob aviso amarelo devido ao vento na “direção de oeste (W), rodando para noroeste (NW)”, assim como o grupo Ocidental, mas na “direção de noroeste (NW)”.

Em Portugal continental, a depressão Irene começa a afetar o território a partir do final da tarde de terça-feira, em que “a precipitação será persistente, podendo ser por vezes forte e acompanhada de trovoada até ao final do dia 17 [quarta-feira], em especial nas regiões Norte e Centro”.

Em comunicado, o IPMA referiu ainda que o vento em território continental irá intensificar a partir da manhã de terça-feira, “soprando por vezes forte no litoral, com rajadas até 75 km/h, e nas terras altas, com rajadas até 95 km/h”, podendo esta situação estender-se até ao final de quarta-feira.

“Prevê-se também um aumento da agitação marítima nos dias 17 e 18 [quarta e quinta-feira] com ondas de sudoeste com 4 a 5 metros em toda a costa, podendo ser temporariamente até 5,5 metros entre o Cabo Carvoeiro e Sines durante a manhã do dia 17”, alertou o serviço meteorológico.

No arquipélago da Madeira, na terça-feira ocorrerão períodos de chuva ou aguaceiros, que serão por vezes fortes, em especial nas vertentes sul e terras altas; o vento irá intensificar-se, soprando de sudoeste forte, com rajadas até 95 km/h, sendo forte a muito forte nas terras altas, com rajadas até 120 km/h; e ã agitação marítima aumentará significativamente, com ondas do quadrante oeste com 4 a 5 metros, até quarta-feira, sendo temporariamente até 5,5 metros na costa sul da ilha, segundo o IPMA.

No âmbito da depressão Irene, foram emitidos avisos amarelos de precipitação, vento e agitação marítima em Portugal continental, Madeira e Açores.

O aviso amarelo, o menos grave de uma escala de três, é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.