Os Açores registaram cerca de 2,1 milhões de passageiros desembarcados nos aeroportos em 2023, um valor recorde, superior em 16% ao ano anterior, segundo dados divulgados hoje pelo Serviço Regional de Estatística (SREA).

“Durante o ano de 2023, desembarcaram mais 295.520 passageiros que no ano anterior, uma variação anual de 16%”, lê-se no relatório sobre o movimento de passageiros aéreos relativo ao mês de dezembro, divulgado na página da Internet do SREA.

No total, desembarcaram nos nove aeroportos do arquipélago 2.137.980 passageiros, entre janeiro e dezembro de 2023, quando no mesmo período do ano anterior o número tinha ficado em 1.842.460.

Segundo os dados disponíveis na página do SREA, consultados pela Lusa, desde que há registos (a partir de 1986), este é o valor mais elevado de desembarques em aeroportos nos Açores.

De acordo com o SREA, “no acumulado do ano de 2023, o número de passageiros desembarcados aumentou em todas as ilhas face ao ano anterior”.

Com mais de metade dos desembarques (1.219.946), São Miguel foi a ilha que mais cresceu face ao período homólogo (19,0%).

Pico (102.781) e Faial (144.272) registaram subidas de 15,9% e São Jorge de 14,9% (50.665).

A Graciosa cresceu 11,2% (34.653), o Corvo 11% (5.923) e a Terceira 10,8% (470.565).

Os aumentos menos acentuados verificaram-se nas ilhas de Santa Maria, com 10,5% (60.049), e Flores, com 10,3% (49.126).

Só em dezembro de 2023, desembarcaram nos aeroportos da região 124.024 viajantes, mais 4,4% do que no mesmo mês em 2022.

Apenas as ilhas Terceira (-6,6%) e Corvo (-12,8%) registaram uma quebra de passageiros em dezembro.

O Pico foi a ilha com a maior variação homóloga mensal positiva (17,3%), seguindo-se o Faial (13,9%,), as Flores (13,4%) e a Graciosa (12,9%).

Santa Maria (8,6%), São Miguel (7,3%) e São Jorge (6%) registaram crescimentos menores.

Os desembarques de passageiros provenientes de voos internacionais (11.484) foram os que aumentaram mais em dezembro (21,3%).

Também nos voos interilhas houve um crescimento homólogo (8,2%) de viajantes desembarcados (51.530).

Já nos voos com origem no continente e na Madeira, ainda que o número de desembarques em dezembro (61.010), tenha sido superior às outras duas categorias, verificou-se uma quebra de 1,1% face a dezembro de 2022.

Quanto ao número de passageiros embarcados, no total, ascendeu aos 119.514 em dezembro, mais 5,9%, do que no período homólogo.

Relativamente à tipologia de voo, verificou-se uma variação homóloga positiva de 30,7% dos passageiros embarcados nos voos internacionais (9.748), de 7,4% nos voos interilhas (51.551) e de 1,4% nos voos territoriais (58.215).