Vasco Cordeiro defendeu, esta sexta-feira, que o Programa SAFIAGRI, uma medida de compensação aos produtores agrícolas de encargos bancários das explorações, deve ser “retomado de forma urgente”.

“Não é preciso inventar a roda, basta retomar, de forma urgente, o programa SAFIAGRI, que já existiu anteriormente e que foi criado pelos Governos Regionais do Partido Socialista”, reforçou.

O candidato a Presidente do Governo Regional dos Açores nas eleições do próximo dia 4 de fevereiro falava à margem de uma visita à Cooperativa União Agrícola – Fábrica de Rações Santana, seguida de reunião com a Associação Agrícola de São Miguel, em Rabo de Peixe.

Vasco Cordeiro realçou que o setor agrícola é “extremamente importante para a nossa economia”, mas que “vive uma situação de grande pressão quanto ao rendimento do agricultor” e que, por isso, é preciso “inverter caminho”.

O candidato a Presidente do Governo Regional manifestou a sua “preocupação com o aumento generalizado dos custos de produção”, como o “aumento das taxas de juros” ou a “baixa do preço do leite” e defendeu que um Governo Regional deve “insistir em ultrapassar os desafios”.

“É preciso valorizar o setor, sobretudo ao nível da transformação e da comercialização, de forma a acrescentar valor aos laticínios dos Açores, com o objetivo muito claro de melhorar o rendimento dos agricultores Açorianos”, advogou Vasco Cordeiro.

O Presidente do PS/Açores entende que o Governo Regional deve “intervir sobre o aumento dos custos de produção”, ao nível da “flexibilização do preço quanto aos fatores de produção, apoiando naquilo em que pode ajudar”, numa “visão integrada, quer dos custos, quer dos proveitos”.

“É preciso voltar, é preciso retomar a confiança no setor agrícola e no setor leiteiro, que tem um contributo muito importante para dar à nossa economia, mas que, sobretudo, é um garante essencial para o rendimento de muitas famílias Açorianas”, frisou o candidato a Presidente do Governo Regional dos Açores pelo Partido Socialista, Vasco Cordeiro.