A Iniciativa Liberal vai concorrer nas legislativas regionais antecipadas de 04 de fevereiro em oito dos dez círculos eleitorais dos Açores, o que representa um “crescimento bastante grande” face à candidatura de 2020, disse hoje o líder regional do partido.

“O partido vai concorrer a sete círculos eleitorais [mais o círculo regional de compensação]. Só não concorre às Flores e ao Corvo”, adiantou à Lusa Nuno Barata, deputado único da IL no parlamento regional, após a entrega da lista de candidatos no Tribunal de Ponta Delgada.

O parlamentar liberal, que lidera o partido na região, recordou que nas últimas legislativas regionais, em 2020, o partido concorreu em apenas dois círculos eleitorais, o que significa que registou “um crescimento bastante grande” ao longo dos últimos três anos.

“Crescemos em número de membros, crescemos em número de simpatizantes, crescemos em adesões espontâneas, portanto, estamos no bom caminho”, insistiu Nuno Barata, lembrando que a IL deixou de ter expressão apenas nas ilhas de São Miguel e da Terceira, para assumir-se como um partido de dimensão regional.

O líder regional da Iniciativa Liberal disse também que ao longo desta legislatura, agora interrompida com a convocação de eleições antecipadas, devido ao chumbo do Orçamento regional para 2024, o partido “demonstrou” aos açorianos “que o liberalismo é bom, funciona e faz falta” no arquipélago, por isso, antevê um crescimento neste ato eleitoral.

“O objetivo eleitoral é uma coisa que só diz respeito ao povo dos Açores, mas nós almejamos manter a representação parlamentar [um deputado] e, se possível, chegar a um grupo parlamentar, com a eleição de mais um deputado”, admitiu Nuno Barata.

O deputado liberal, que em março rompeu o acordo de incidência parlamentar com a coligação que estava no governo (PSD/CDS-PP/PPM) e que em novembro acabou por votar contra as propostas de Plano e Orçamento para o próximo ano, disse ainda não temer que a divergência penalize o partido nas eleições de 04 de fevereiro de 2024.

“A Iniciativa Liberal não rompe nada com ninguém, a Iniciativa Liberal denunciou um acordo por incumprimento da outra parte, é bom que isto fique bem claro. A Iniciativa Liberal não rompe, nem destrói, só constrói”, salientou Nuno Barata, adiantando que só quem tem esse receio “é quem não acredita na devolução da voz ao povo”.

Nuno Barata encabeça a lista de candidatos pelo círculo eleitoral de São Miguel e pelo círculo de compensação, Rui Braga Chaves será o cabeça de lista por Santa Maria, Pedro Ferreira pela Terceira, Luís Gonzaga Sousa pelo Faial, Marco Garcia da Rosa pelo Pico, Vasco Azevedo por São Jorge e Ana Martins pela Graciosa.

Os Açores vão a votos em 04 de fevereiro de 2024, após a dissolução da Assembleia Legislativa Regional pelo Presidente da República, devido ao chumbo do Orçamento para o próximo ano.

Para as eleições regionais açorianas já foram anunciadas as candidaturas de seis partidos – PS, Pessoas-Animais-Natureza (PAN), Chega, Bloco de Esquerda (BE), Juntos pelo Povo (JPP) e Iniciativa Liberal (IL) – e de duas coligações, PSD/CDS-PP/PPM, que governou as ilhas nos últimos três anos, e da CDU (PCP/PEV).