Fotos e Texto: José Araújo

Jogou-se no passado domingo no pavilhão Carlos Silveirao jogo da 10ª jornada do Campeonato Nacional da 3ª divisão Zona Sul B,entre o Marítimo SC e o CD Paço Arcos “B”. Venceu o Marítimo SC ao CD Paço Arcos “B”” por 3 – 0.Os micaelenses já venciam ao intervalo por 2 – 0.

Vitória merecidado Marítimo sobre o CD Paço Arcos “B”,em que ambas as equipas entraram para este jogo com o único objetivo que era a vitória.

Em declarações do treinador do Paço Arcos Pedro Ramos no dia anterior, antevia um jogo difícil, pois o Marítimo atravessa um bom momento de forma e a somar pontos na classificação geral com vitórias em todos os jogos.

Uma equipa que ganha não se mexe e o Paço Arcos só fez entrar o GR José Caldeira no cinco inicial em relação ao jogo do HC Ponta Delgada, mostrando assim uma confiança nos seus atletas.

Os primeiros dez minutos deste encontro foram muitos disputados a cada centímetro da pista, com ambas as equipas a fazerem transições rápidas, só pecando na eficácia,mas com os guarda-redes atentos ao desenrolar das jogadas.

Foi o Marítimo que desbloqueou o marcador, que resultou da marcação de um livre direto aos 15:06, a punir a expulsão (cartão azul) de Diogo Gouveia e que Octávio Zangheri transformou 1 – 0. Os azuis da Calheta solicitaram logo de imediato ao golo um desconto de tempo para retificar procedimentos táticos.

Júlio Soares deu aos seus jogadores algumas orientações táticas, que resultaram bem, pois Bruno Botelho numa jogada que teve início atrás da baliza adversária, conseguiu introduzir a bola na baliza e assimelevou o marcador para 2 – 0, estávamos no minuto 13:20, mantendo o Marítimo este resultado até ao final da 1ª parte.

Nesta 2ª parte, o treinador do Paço Arcos,Pedro Ramos, corrigiu alguns aspetos técnicos da sua equipa, levando-os a pressionar mais o Marítimo, que defendeu bem o seu quadrado defensivo, jogando em transições, que muitas das vezes foram bem anuladas pelos Continentais.

Tivemos cerca de 10 minutos desta 2ª parte com boas ações coletivas, com bolas à barra, boas defesas do José Caldeira que dava muita confiança aos seus colegas. Por outro lado, o Júlio Soares continuava a alterar o seu guarda-redes com Nuno Teixeira que não comprometeu o aspeto coletivo do grupo.

Na bancada os adeptos do Marítimo estavam ansiosos e anteviam o golo da sua equipa a qualquer momento e ele surgiu numa transição rápida de Octávio Zangheri que fez o 3 – 0 com assistência de Henrique Viçoso.

O Paço Arcos não baixou os braços, procurou reduzir o marcador, mas tinha no Marítimo uma equipa tranquila, que não deixou de procurar a baliza adversária neutralizando a cada minuto as ações ofensivas do adversário.

Num jogo fácil de arbitrar em que o Joaquim Sequeira, esteve bem nas suas decisões ao longo dos cinquenta minutos, deixando fluir as jogadas de ambos os conjuntos.

Com o soar da buzina terminava mais um jogo com o Marítimo a vencer por 3 – 0 o Paço Arcos e a somar mais três pontos na classificação geral.

Após o termo deste jogo, o Marítimo SC ocupa o 2º lugar na classificação geral com 21 pontos, resultante de 7 jogos e 7 vitórias, com 47 GM e 12 GS.

O Paço Arcos por sua vez está no 6º lugar da classificação com 15 pontos, resultante de 11 jogos, 4 Vitórias, 3 empates e 4 derrotas, tem 47GM e 33GS.

O Marítimo SC está a três pontos do Sporting CP “B” que já efetuou nove jogos, tendo este consentido somente uma derrota. Olhando ainda para a classificação geral o Marítimo é a equipa que tem menos golos sofridos e mais golos marcados em média por jogo.

Marítimo SC

Cinco Inicial: Tiago Simões,Carlos Guimarães, Tiago Botelho, Octávio Zangheri, Henrique Viçoso.

Guarda-redes Nuno Teixeira, Alexandre Resendes, Henrique Pimentel, Bruno Botelho e Hugo Monteiro.

Treinadores: Júlio Soares

Marcadores:Octávio Zangheri (2) e Bruno Botelho (1)

Disciplina:

CD Paço Arcos “B”

Cinco Inicial: GRJosé Caldeira, Rogério Maia, Afonso Brigantim, Diogo Fernandes e Diogo Gouveia.

GRMiguel Pereira, Tiago Nogueira, João Mendes, Renato Miguel e Guilherme Marques.

Treinador: Pedro Ramos

Disciplina:João Mendes (A) eDiogo Fernandes (azul).

Arbitragem de Joaquim Sequeira, Árbitro de Categoria B