O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, teve hoje uma indisposição e está a caminho do Hospital de Santa Cruz “por precaução”, informou a assessoria de comunicação da Presidência da República, sem adiantar mais detalhes para já.

A informação prestada por escrito pela Presidência da República, cerca das 15:45, é que “o Presidente da República teve uma indisposição após uma visita na Faculdade de Ciências da Universidade Nova de Lisboa, e foi ao Hospital de Santa Cruz por precaução”.

Esta visita à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, no concelho de Almada, não constava da agenda pública do chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa tinha previsto para hoje às 17:00 uma iniciativa com alunos, no Jardim Botânico Tropical, em Lisboa, iniciativa também fora da sua agenda enviada à comunicação social.

Em 28 de dezembro de 2017, o Presidente da República foi operado de urgência a uma hérnia umbilical, no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, o que o obrigou a cancelar a sua agenda até 01 de janeiro.

Em 23 de junho de 2018, Marcelo Rebelo de Sousa sentiu-se mal à saída da Basílica do Bom Jesus, em Braga, e foi amparado por elementos do seu gabinete. O chefe de Estado foi observado no Hospital de Braga, onde lhe foi diagnosticada uma gastroenterite aguda, informou na altura a Presidência da República.

Em 30 de outubro de 2019, deu entrada no Hospital de Santa Cruz, em Oeiras, para fazer um cateterismo cardíaco que, segundo a equipa médica, confirmou “a existência de obstruções coronárias importantes que foram tratadas no mesmo procedimento, com sucesso e sem complicações”, tendo tido alta hospitalar no dia seguinte.

Em 05 de novembro de 2021, a Presidência da República informou que Marcelo Rebelo de Sousa tinha feito exames médicos “do foro cardiológico” que “confirmaram a estabilidade e os bons resultados da angioplastia coronária feita há dois anos”.

Em 15 de dezembro de 2021, foi operado, com sucesso, a duas hérnias inguinais no Hospital das Forças Armadas, em Lisboa.