Um homem ficou em prisão preventiva por ser suspeito de se ter introduzido na casa da avó, na Ribeira Grande, nos Açores, apesar de estar sujeito à medida de coação de afastamento da residência, foi hoje anunciado.

Segundo o Comando Regional da Polícia de Segurança Pública (PSP) dos Açores, o homem foi detido “em flagrante delito” na segunda-feira, através da Esquadra da Ribeira Grande, por ser “suspeito de ter cometido um crime de introdução em local vedado ao público”.

O suspeito, de 23 anos, residente na freguesia da Ribeirinha, concelho da Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, “estava sujeito a uma medida de coação de afastamento da residência, decorrente de uma investigação por suspeitas da prática de um crime de violência doméstica”, revela a PSP, em comunicado.

O imóvel pertence à avó, de 72 anos, e segundo a PSP o suspeito importunava a idosa de forma constante em casa, a qualquer hora do dia ou da noite, para tentar “obter dinheiro para sustento do seu vício” relacionado com o consumo de droga.

Anteriormente, o homem já tinha sido detido por suspeitas de “vários crimes contra a sua avó”, nomeadamente “ameaças, injúrias e diversos crimes contra o património”, acrescenta ainda a polícia.

Ainda de acordo com a PSP, trata-se de um suspeito “bastante conhecido” da polícia pela “prática reiterada de vários comportamentos ilícitos” e está referenciado por ser consumidor de droga.

Após ter sido sujeito a primeiro interrogatório judicial, o homem ficou com “a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva”, revela a PSP.