O árbitro João Pedro Afonso tornou-se hoje no primeiro juiz de partida a explicar publicamente uma decisão do videoárbitro ao público, no jogo Länk Vilarverdense-Santa Clara, da 20.ª jornada da II Liga de futebol.

A partida, disputada no Estádio Cidade de Coimbra, casa emprestada da formação minhota, terminou com um empate a uma bola.

Corria o minuto 58, quando o árbitro da Associação de Futebol de Bragança recorreu ao videoárbitro para analisar um lance na área do Santa Clara, em que inicialmente assinalou falta do jogador do Länk Vilaverdense e lhe mostrou cartão amarelo por simulação.

Após análise ao lance, João Pedro Afonso comunicou, pelo sistema de áudio do Estádio Cidade de Coimbra, que revertia a decisão, assinalando grande penalidade a favor da equipa minhota e retirando o cartão amarelo mostrado a Gonçalo Teixeira.

A reversão do lance permitiu à equipa do distrito de Braga, que joga em Coimbra como casa emprestada, empatar a partida através de André Soares.

A formação açoriana inaugurou o marcador por Vinicius, aos 14 minutos, num lance de bola corrida.

A partida que opôs o líder do campeonato e o penúltimo classificado acabou por ter um final bastante empolgante, com a equipa do Santa Clara a não conseguir aproveitar uma grande penalidade aos 90+3 minutos.

Na marcação, Safira permitiu a defesa do guarda-redes Rogério Santos.