O vereador da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Marco Resendes, esteve presente esta manhã na sessão de abertura das Jornadas de Enfermagem do Hospital Divino Espírito Santo, que decorrem até 26 de janeiro de 2024.

No auditório da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, o responsável autárquico fez questão de “em nome do Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada congratular a organização e o Hospital do Divino Espírito Santo pela realização de mais estas jornadas que refletem as práticas, os desafios e as oportunidades do sector de enfermagem”.

“O Município de Ponta Delgada associa-se com satisfação ao desenrolar destas jornadas, consciente dos seus resultados para o enriquecimento e valorização dos enfermeiros e, assim, para a importância de que se reveste a profissão para o bem-estar das populações”, adiantou o vereador.

Marco Resendes também referiu que “a nosso ver, esta iniciativa constitui sempre uma oportunidade de melhor conhecer a realidade dos profissionais de enfermagem e sentir o seu pulsar face a desafios como o ajustamento constante e necessário da comunicação em saúde, as abordagens às problemáticas da saúde mental, bem como as suas preocupações em torno da ética da formação e da profissão, entre outras”.

No fundo, “estas jornadas são uma demonstração de que as unidades de saúde e os enfermeiros, em particular, se preocupam em renovar a sua capacidade de intervir e lidar com as mudanças sociais e profissionais, contribuindo, assim, para o avanço da profissão, por forma a dar resposta às necessidades do indivíduo, da família e da comunidade”, acrescentou.

O responsável autárquico ainda frisou que “Ponta Delgada foi o primeiro Município açoriano a aderir à Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis e tem desenvolvido uma ação abrangente, que começa desde cedo nos nossos vários ATL, junto das nossas crianças, até aos nossos seniores”.

Marco Resendes lembrou também que “o nosso propósito é sempre o de promover junto da população a literacia para a saúde e uma cultura generalizada de adoção de hábitos de vida saudáveis, que tenham reflexos na diminuição do número de pessoas nos bancos das urgências e, pior, nas camas dos hospitais. A missão do Município para saúde, mesmo não sendo da competência direta das autarquias é, por tudo isto, de cooperação com as pessoas e os agentes desta área”.

O vereador da Câmara Municipal de Ponta Delgada terminou a sua intervenção reafirmando “o interesse e a disponibilidade da Câmara Municipal de Ponta Delgada para colaborar com os profissionais de saúde no nobre e humano objetivo de contribuir para o bem coletivo”.
Recorde-se que promover a partilha de conhecimentos, o intercâmbio e a formação contínua dos profissionais de saúde da região é um dos objetivos deste evento que contou com a participação de dezenas de profissionais da área.

Quanto ao programa destas jornadas, o primeiro, 24 de janeiro, centrou-se na realização de quatro cursos e nos dias seguintes, 25 e 26 de janeiro, os participantes  dedicaram-se à abordagem e debate de vários temas, estruturais para que os profissionais de saúde sejam valorizados.