A Comissão Política do PS reúne-se hoje à noite para aprovar a versão final das listas de candidatos a deputados às próximas eleições legislativas, encontro que será antecedido por uma reunião do Secretariado, o órgão de direção.

Na reunião do Secretariado Nacional do PS, que terá lugar ao fim da tarde, os membros da direção deste partido analisam os principais problemas no processo de elaboração das listas concorrentes aos diferentes círculos eleitorais e apresentam a seguir a proposta final à Comissão Política Nacional.

Pelos estatutos do PS, cabe ao secretário-geral, Pedro Nuno Santos, indicar um terço do total de lugares, sendo os restantes dois terços da responsabilidade das comissões políticas federativas de cada círculo eleitoral.

O secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, vai voltar a ser cabeça de lista no círculo de Aveiro, e Alexandra Leitão, que coordena o programa eleitoral dos socialistas, também repetirá como “número um” em Santarém.

Até agora, as principais novidades são as escolhas da ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, para encabeçar a lista no círculo eleitoral de Lisboa, que desde 2015 teve António Costa como “número um”, e do presidente do Conselho Económico e Social, Francisco Assis, para liderar a lista pelo Porto.

Tal como aconteceu nas eleições legislativas de 2022, Ana Catarina Mendes volta a encabeçar a lista por Setúbal, o mesmo acontecendo com Francisco César nos Açores.

No Porto, sabe-se que a primeira indicação da Federação desta estrutura é o de João Torres, membro do Secretariado Nacional e futuro diretor da campanha do PS, que deverá ocupar a segunda posição neste círculo eleitoral.

Em Lisboa, na lista encabeçada por Mariana Vieira da Silva, o ex-secretário de Estado e presidente da Comissão Parlamentar de Defesa Marcos Perestrello surge em segundo lugar, e o ministro das Finanças, Fernando Medina, na terceira posição.