Os candidatos da Coligação PSD/CDS/PPM pelo Faial sublinharam hoje “o papel decisivo do Governo presidido por José Manuel Bolieiro para se concretizar a ampliação da pista do aeroporto da Horta”, em contraste “com a posição irredutível dos anteriores governos socialistas, que nada fizeram para que a obra avançasse”.

“Nesta legislatura, deu-se um passo verdadeiramente importante para avançar com a ampliação da pista do aeroporto da Horta”, uma vez que “já decorre o concurso para a elaboração do projeto, com o processo a ser liderado pela Câmara Municipal da Horta”, disse Luís Garcia, cabeça de lista pela Coligação.

Segundo o social-democrata, “a disponibilidade manifestada pelo Governo Regional para financiar até 40% do valor necessário para a elaboração do projeto foi determinante para desbloquear o investimento. O Governo da Coligação comprometeu-se com a Câmara da Horta com um apoio de 800 mil euros, e já pagou o valor relativo a 2023”.

“Esta postura do Governo liderado pelo Presidente Bolieiro difere drasticamente da postura do anterior governo de Vasco Cordeiro, que afirmava que para o aeroporto da Horta não daria ‘nem mais um cêntimo’ ”, recorda Luís Garcia.

“Tendo em conta essa posição do PS e de Vasco Cordeiro, que ao longo dos anos foi um forte obstáculo ao desenvolvimento deste investimento estratégico para o Faial, não podemos deixar de condenar o descaramento das recentes declarações do presidente do PS/Açores, que se diz agora também disponível para financiar a elaboração do projeto”, critica o candidato.

Luís Garcia considera mesmo que “esta ‘cambalhota’ de Vasco Cordeiro acontece apenas e tão só como tática eleitoral. Mas os faialenses não têm memória curta, e sabem muito bem o que tiveram de lutar por este investimento, tendo sempre encontrado a porta fechada por parte dos governos do PS e de Vasco Cordeiro”, concluiu.