Aquela cantiga que nos anestesia o ego de termos sido os inventores da via verde, num país de oportunistas, só serviu para nos imporem a ditadura da “via verde” e darem a oportunidade aos senhores que ganharam e ganham milhões em Portugal com as parcerias público-privadas e com a cobrança de portagens das autoestradas.

Estes senhores, amigos de socialistas e sociais democratas amealharam mais milhões à conta da burocracia, que inventaram quando criaram os pórticos de cobrança das portagens, e à qual governo e presidente da república fecham os olhos.

Idosos, pessoas com deficiência e infoexcluídos que conduzem diariamente a sua viatura nas SCUTS, juntam-se a mais um largo número de portugueses que vivem em stress e que são obrigados a pagar a sua circulação pela Internet que por sua vez gera referências num site dos CTT e que após isso obriga a deslocação a um multibanco.

Tudo muito fácil?
Calma que as complicações não acabam aqui…

Mesmo cumprindo estas burocracias da internet, dos CTT, da ida ao multibanco…ainda nos arriscamos ao engano das instituições e a recebermos uma carta em casa para pagar segunda vez o valor já pago…

Tudo muito fácil para os mais debilitados e pobres num país em que o socialismo impera há duas décadas…

A opção livre de não querer usar via verde em Portugal está sob ameaça e o lobby que controla as autoestradas em Portugal é sem dúvida quem condiciona políticos e esmaga os pobres refugiando-se em burocracia e esquemas para sacar dinheiro a quem mais precisa.

A colocação dos pórticos nas SCUTS sob a égide de um grande invenção dos portugueses esmaga os mais debilitados da sociedade mas os carros pretos de luxo do governo que circulam a alta velocidade com via verde não sabem o que é isso…

Socialismo da treta…