Longe vão os tempos em que o Wonderbra era considerado a mais bela mentira. Relembrando, a linha de soutiens Wonderbra permitiam dar mais volume aos decotes, firmando o peito e aumentando até um tamanho, através das suas linhas desenhadas para o famoso “push-up”.

A indústria de moda de roupa íntima definia este modelo como uma promessa de momentos especiais, um toque de mistério e sedução.

Neste momento, as empresas de publicidade e marketing confrontam-se com concorrência na publicidade.

No entanto, bastará às e aos seus profissionais estar suficientemente atentos, para, quiçá, alargar os seus conteúdos e enriquecer os seus curriculum vitae.

Nas últimas semanas temos assistido a uma roda-viva de anúncios por parte dos membros do Governo Regional. Anunciam tudo e outro tanto.

Da vitimização de um possível chumbo no seu orçamento, passaram a mestres da propaganda política, criando as mais belas ilusões nas pessoas. Um filme de ficção de fraca qualidade, digamos.

Podemos começar pelo anúncio recente, protagonizado pelo Presidente do Governo Regional, ladeado pela secretária da Educação, de uma obra de intervenção no Conservatório de Ponta Delgada, a decorrer no prazo de um ano, com o valor estimado de quatro milhões. Não fosse isto um caso sério, passava de ficção a comédia. É que no Plano de investimentos para o próximo ano, só existe a módica quantia de 50 mil euros destinada a tal obra. Uma mentira clara!

O Governo de direita, cumprindo o seu fétiche, avançou para a privatização da SATA Internacional. Uma dívida de milhões de euros que não pode ser paga pelos açorianos é um dos seus argumentos para tal feito. E, na verdade, este argumento colhe na opinião pública.

O que o Governo nunca teve coragem para explicar é que com a venda maioritária do capital da SATA Internacional, a dívida continua a ser paga pelos contribuintes.

O Governo, PSD, CDS e PPM, nunca explicaram às e aos açorianos que esta venda colocará em causa a mobilidade para fora da Região, e, que, embora fale de obras nas pistas da Horta e Pico, não esclarecem absolutamente nada acerca das Gateways de Santa Maria, Pico e Horta. Mantêm-se? Se sim, a que preços?

O Governo não aprendeu nada com a chantagem da Ryanair e a sua intenção é continuarmos a pagar a dívida e ficarmos nas mãos de companhias de aviação privadas e dos seus lucros.

Como podem ver, este é um Governo Wonderbra. Faz “push-up” a valores, prometendo o que não pretende cumprir; seduz, mas engana a população residente nos Açores.

É assim como os soutiens…engana e ilude. Cria as mais belas mentiras.