O Governo dos Açores vai investir no próximo ano 1,6 ME [€ 1.665.000.00] na Juventude açoriana, o que representa um reforço de 10% em relação à dotação para este ano, em áreas como criatividade, mobilidade, empreendedorismo, associativismo e voluntariado, adiantou esta sexta-feira a Secretária Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego.

Maria João Carreiro falava na Assembleia Legislativa dos Açores, na Horta, onde apresentou a proposta de Plano e Orçamento da Região para 2024, valorizando o facto de este ser o primeiro orçamento do XIII Governo Regional “sem as amarras e os compromissos assumidos pela anterior governação, o que permite encarar com redobrado otimismo os projetos para 2024”.

Entre as ações com investimento reforçado no próximo ano está a Academia Empreendedora – Escola de Líderes, com 95 mil euros; o AECT – Programa de Apoio ao Empreendedorismo, Criatividade e Talento Jovem, com dotação de 150 mil euros; bem como a ação Associativismo e Voluntariado, reforçada em 50 mil euros, totalizando no próximo ano 250 mil euros.

Também a ação empreendedorismo, empregabilidade e ocupação de tempos livres, onde se inclui o programa OTL-J, foi reforçada em 85 mil euros, totalizando 585 mil euros em 2024.

Maria João Carreiro assegurou que o investimento para o próximo ano na área da Juventude vai permitir dar continuidade à definição, implementação e execução de uma nova geração de políticas públicas para os jovens açorianos, assente no pressuposto de “contribuir para a sua capacitação e para a construção de percursos pessoais, sociais e profissionais de sucesso”.

A titular da pasta da Juventude sublinhou, ainda, que está a ser preparado um novo Sistema de Incentivo ao Desenvolvimento da Atividade Associativa Jovem (SIDAAJ), a apresentar durante o mês de novembro, que inclui mais financiamento, mais despesas elegíveis e mais tempo para candidaturas, num “estímulo ao associativismo jovem e à participação juvenil na vida pública”.

Ainda de acordo com a Secretária Regional, no próximo ano entra na fase de implementação o Plano Regional para a Literacia e Participação Democrática – DemocraciAz.