Três irmãos ficaram em prisão preventiva por serem suspeitos de pertencerem a uma rede de tráfico de droga em São Miguel, Açores, numa operação onde foi apreendida droga, três viaturas de alta cilindrada e 124 mil euros, foi hoje revelado.

De acordo com o Comando Regional dos Açores da PSP, os homens foram detidos “em diferentes pontos na ilha de São Miguel”, na sequência de várias diligências policiais que se prolongaram por mais de um ano e que permitiram descortinar uma rede de tráfico de droga composta por três irmãos.

Os suspeitos desenvolviam o alegado tráfico de droga “em diferentes concelhos da ilha de São Miguel”, adianta a PSP, em comunicado de imprensa.

Além dos três irmãos, a PSP deteve, ao longo das diferentes fases da investigação, dois outros suspeitos que “escoavam as substâncias ilícitas da rede”, na freguesia do Cabouco, concelho da Lagoa, e, também, no concelho da Povoação.

“Ambos os suspeitos estão, neste momento, sujeitos a medidas de coação privativas de liberdade”, acrescenta a polícia.

As investigações policiais permitiram, ainda, identificar “outros membros da célula criminosa”, que alegadamente faziam a venda direta da droga a consumidores em São Miguel.

A operação policial permitiu, ainda, apreender 1.890 doses de cocaína, 1.000 doses de heroína, 110 doses de haxixe, aproximadamente um quilo de droga sintética, cerca de 124.000 euros em numerário, três viaturas de alta cilindrada, dois motociclos e ainda outros objetos relacionados com o crime sob investigação, adianta a PSP.

O Comando Regional da PSP nos Açores refere que os arguidos já tinham cumprido penas de prisão pela prática do crime de tráfico de droga e, após presentes a interrogatório no Tribunal de Ponta Delgada, ficaram com a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva.

A polícia destaca que esta operação permitiu neutralizar uma importante rede de narcotráfico com impacto em toda a ilha de São Miguel e conduziu a “uma das maiores apreensões de dinheiro ilícito relacionado com droga em plena posse de traficantes”.