XXII Assembleia Geral do Conselho Mundial das Casas dos Açores realiza-se nas Bermudas

A XXII Assembleia Geral do Conselho Mundial das Casas dos Açores (CMCA) vai decorrer nas Bermudas, entre 10 e 12 de outubro, com a presença do Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas, Rui Bettencourt.

Durante três dias, 13 Casas dos Açores que integram o Conselho Mundial, provenientes do Canadá, Estados Unidos, Bermuda, Brasil, Uruguai e Portugal continental, reúnem-se para fazer um balanço das atividades desenvolvidas e analisar os principais desafios e problemas que atualmente se colocam às comunidades açorianas da Diáspora.

A sessão de abertura realiza-se quinta-feira, 10 de outubro, em Saint George, com intervenções de Rui Bettencourt e de Andrea Moniz-DeSouza, Presidente da Casa dos Açores das Bermudas, que detém a presidência do CMCA, seguindo-se sessões de trabalho internas e de apresentação das atividades das diversas Casas dos Açores.

No dia seguinte, tem lugar uma sessão de apresentação do Conselho da Diáspora Açoriana (CDA) pelo titular da pasta das Relações Externas do Governo dos Açores, seguindo-se a continuação da sessão interna de trabalhos do CMCA durante a tarde.

O último dia dos trabalhos fica marcado pela cerimónia de atribuição de medalhas de mérito do CMCA, na qual as Casas dos Açores vão homenagear diversas personalidades, além de distinguirem o ‘Produto Açoriano de Qualidade 2019′.

Na ocasião também será transmitida a bandeira do CMCA para o mandato 2019/2020 à Casa dos Açores que assumirá a presidência do Conselho no próximo ano.

Os trabalhos da XXII Assembleia Geral do Conselho Mundial das Casas dos Açores contam com a presença, a convite do Governo dos Açores, de representantes dos partidos políticos com assento na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

O Conselho Mundial das Casas dos Açores, fundado em 1997, é constituído pelas Casas dos Açores do Norte, de Lisboa e do Algarve, em Portugal continental, do Winnipeg, do Quebeque e do Ontário, no Canadá, de Hilmar e de Nova Inglaterra, nos EUA, das Bermudas, do Rio de Janeiro, de São Paulo, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, no Brasil, e do Uruguai, sendo também membro da Assembleia Geral do CMCA a Direção Regional das Comunidades.

Este órgão consultivo tem por objetivos congregar as comunidades açorianas e dar a conhecer os Açores, os Açorianos e a sua cultura às populações das suas respetivas áreas de influência, promovendo e desenvolvendo atividades que contribuam para a afirmação dos Açores e da sua Diáspora, defendendo os interesses da Região e promovendo relações sociais, culturais e económicas entre o arquipélago e os territórios onde estão inseridas cada uma das instituições que o integram.