Voz dos Açores na Europa terá a força que os Açorianos decidirem dar-lhe, destaca André Bradford

“É importante que os Açorianos tenham noção da relevância de ir votar, porque a Voz dos Açores na Europa terá tanta força quanta aquela que os Açorianos decidirem nela depositar; apenas com uma boa votação teremos maior legitimidade, maior representatividade e maior capacidade reivindicativa, no Plano Europeu”, realçou esta segunda-feira André Bradford.

André Bradford falava após reunir com o Coordenador do Estudo “A Abstenção Eleitoral nos Açores”, realizado pela Universidade dos Açores, por proposta do Partido Socialista.

“Escolhemos esta primeira visita de forma simbólica, no primeiro dia de campanha eleitoral às eleições Europeias, para procurar lembrar que a abstenção é uma coisa negativa e, para nós, uma grande preocupação”, sublinhou.

O candidato do PS/Açores às eleições Europeias do próximo dia 26 de maio manifestou o seu desejo de ter “uma sociedade Açoriana mais informada e envolvida” e, consequentemente, “menos abstenção eleitoral”.

André Bradford destacou que a entrega recente deste estudo foi a “concretização de um Compromisso Eleitoral do PS/Açores”, considerando que o documento “é, em si, mais um contributo para combater o fenómeno da abstenção”.

O candidato Socialista reiterou a sua preocupação relativamente às eleições do próximo dia 26 de maio, lembrando que a Região Autónoma dos Açores regista a “maior abstenção do País em eleições Europeias, cerca de 80% nas eleições de 2014”, um cenário que considera ser necessário “inverter”.

O estudo entregue à Assembleia Legislativa dos Açores revela que existe uma percentagem de abstenção que pode ser imputada a questões técnicas, impossível de apurar com exatidão, mas que tem a ver com questões administrativas e de recenseamento eleitoral.

Por outro lado, apontou André Bradford, o estudo chega à conclusão que “as pessoas menos informadas e menos envolvidas são aquelas que esperam menos do sistema”, e que, consequentemente, “menos votam”.

“É preciso fazer um esforço que deve ser muito dos políticos, mas não apenas dos políticos, no sentido de envolver o conjunto da Sociedade, para que se torne mais informada, mais envolvida nas matérias políticas, com uma noção mais clara do que está em jogo em cada ato eleitoral ou do que pode ser importante para a vida das pessoas em cada ato eleitoral”, finalizou o candidato do PS/Açores às eleições Europeias do próximo dia 26 de maio, André Bradford.