Vítor Pascoal vence Rali do Alto Tâmega

Depois da reedição no ano passado, o Rali Alto Tâmega 2019 afirmou-se como um dos principais eventos desportivos na região de Boticas, Chaves, Montalegre e Valpaços. Os espetaculares troços de asfalto da região assistiram a um emocionante duelo entre Vítor Pascoal e Luís Delgado, com o piloto do Porsche 991 GT3 Cup a triunfar na prova organizado pelo CAMI Motorsport.

A prova foi composta por nove classificativas e 113,85 quilómetros cronometrados, com o centro operacional no impressionante Quartel do Regimento de Infantaria Nº 19, em Chaves. O evento recuperou a exigência do passado, mas com as mais modernas condições operacionais e de segurança, sendo candidato a integrar o Campeonato de Portugal de Ralis em 2020.

Desportivamente, o Rali Alto Tâmega teve este ano uma das mais emocionantes edições da sua história, com os vencedores do ano passado, Luís Delgado e André Carvalho (Citroën C2 S1600), a encetarem um emocionante duelo com o Porsche 991 GT3 Cup de Vítor Pascoal e Pedro Alves. Apesar de pontuarem para dois campeonatos diferentes, o Campeonato Norte de Ralis e o Campeonato de Portugal GT de Ralis, Delgado e Pascoal entraram para a última classificativa do rali separados por apenas 0,8 segundo após quase 100 quilómetros disputados.

Nos decisivos 16,32 quilómetros de Chaves Oeste, Vítor Pascoal atacou forte e viu ainda o seu adversário direto sofrer uma ligeira saída de estrada numa das zonas mais rápidas da especial flaviense. O piloto do Porsche entrou, assim, para a distinta lista de vencedores do Rali Alto Tâmega, da qual fazem parte nomes como Joaquim Santos, Joaquim Moutinho, António Rodrigues, José Miguel, Carlos Bica ou Fernando Peres.

Pedro Silva e Alexandre Rodrigues também estiveram em excelente plano e levaram o Porsche 997 GT3 Cup ao segundo lugar da geral e a igual posição no Campeonato de Portugal GT de Ralis, com Márcio Pereira e Patrícia Pereira a serem os vencedores da prova do Campeonato Norte de Ralis, colocando ainda o Mitsubishi Lancer Evo VII no terceiro lugar da geral absoluta.

Seguiram-se os mais rápidos do Grupo X5, Parcídio Summavielle e Alberto Oliveira, no Renault Clio R3, que foram secundados no pódio da categoria por Ramiro Brito e Luís Roby, que se estreavam com o Citroën DS3 R5. Mário Castro e Ricardo Cunha levaram o Ford Fiesta R2T ao 2.º lugar do Campeonato Norte de Ralis, enquanto Augusto Costa e Susana Silva completaram o pódio do CNR com o Peugeot 208 R2.

Destaque ainda para os triunfos de Luís Mota e Alexandre Ramos (Mitsubishi Lancer Evo VI) na abertura do Campeonato de Portugal de Clássicos de Ralis, e do jovem Rafael Marques Pereira e António Pereira na prova da Copa Peugeot 106.

Uma excelente moldura humana assistiu à cerimónia do pódio final do Rali Alto Tâmega 2019, realizada em frente à Biblioteca Municipal de Chaves.

Vítor Pascoal, o vencedor da prova ficou bastante agradado com o desfecho: “Não conhecia o rali mas gostei muito dos troços e das condições do parque de assistência, os meus parabéns à organização. No nosso caso, sabíamos que era preciso fazer um rali de ‘trás para a frente’, porque nunca tínhamos feito a prova, só tínhamos feito 50 quilómetros com o carro em competição e além disso desloquei o ombro poucos dias antes da prova. No final de sábado disse que ainda havia muito rali pela frente e quisemos entrar fortes no primeiro troço de domingo, onde ganhámos logo 10,4s. Depois foi sempre a ganhar tempo à medida que íamos fazendo pequenas alterações no carro, que ainda estamos a conhecer. Naturalmente, uma vitória é sempre a melhor forma de começar o campeonato, principalmente num rali exigente como este.”