Ricardo Silva e Rafael Carvalho
Pub

Ricardo Silva é já uma das maiores certezas da Guitarra Portuguesa. Iniciou os estudos de guitarra em Coimbra, passando pelos mestres Ricardo Dias, Fernando Marques, Bruno Costa, Jorge Gomes e José Santos Paulo.

Em 2005 ficou em primeiro lugar na classe dos instrumentistas na Grande Noite Do Fado de Lisboa. No ano anterior tinha ficado em segundo lugar. Em 2013 concluiu o 8º grau do curso de Guitarra Portuguesa no Conservatório de Música de Coimbra e a Licenciatura em Guitarra Portuguesa na Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco com o mestre Custódio Castelo.

“A Guitarra e as Violas”

O músico apresenta-nos, agora, o seu terceiro álbum, intitulado “A Guitarra e as Violas”, onde convidou tocadores das Violas de Arame do País, para duetos com a Guitarra Portuguesa.

Um músico por canção – uma canção por viola – uma viola por região…

Ricardo Silva e Evandro Meneses

De acordo com Ricardo Silva, este trabalho é (maioritariamente) uma recolha de canções tradicionais oriundas das regiões a que cada viola pertence e que são parte do nosso imaginário coletivo. É uma viagem musical de norte a sul do país, que passa pelas ilhas e vai além-fronteiras, transformando essas mesmas canções em diálogos entre a guitarra portuguesa e a respetiva viola de arame. Não se pretende criar uma dissertação histórica sobre cada uma delas, sendo que cada descrição que aqui se apresenta é simplesmente o testemunho resumido de cada um dos músicos convidados, que generosamente transmitiram os seus conhecimentos acerca do seu instrumento, bem como a cedência das imagens. Assim, o intuito deste álbum é tão somente homenagear todas as violas de arame e os seus cultores.

Pub

Dos Açores, com a Viola de Arame Açoriana, participaram Evandro Meneses, Ilha Terceira, e Rafael Carvalho, Ilha de São Miguel, com as Violas de 15 e de 12 Cordas.

Evandro Meneses refere que aceitou o desafio do Ricardo Silva por, desde o início, achar um projeto enriquecedor para as nossas Violas de Arame. É um CD que se torna num cartão de visita para estes instrumentos tradicionais tão nossos. A escolha da música partiu do próprio Ricardo que, ao mostrar algumas modas tradicionais, achou interessante a moda das “Velhas”, pela história, por ser uma música alegre, e também por ser uma moda de despique (desgarrada) que por sua vez se veio demonstrar entre a Viola da Terra da Ilha Terceira e a Guitarra Portuguesa.

Rafael Carvalho afirma que este foi mais um importante desafio musical e um diálogo muito rico entre os dois instrumentos, que aceitou de imediato por conhecer e seguir o trabalho de Ricardo Silva. A música escolhida para esse dueto foi “Chamarrita Zaragateira”, tradicional de Santa Maria, pois é uma moda muito desafiante melodicamente, e que proporcionou uma excelente conjugação entre a Viola e a Guitarra Portuguesa.

No álbum participam ainda a Viola Braguesa – Luís Capela, Viola Amarantina – Chico Gouveia, Viola Toeira – Miguel Luís, Viola Beiroa – Miguel Carvalhinho, Viola Campaniça – Tozé Bexiga, Viola de Arame Madeirense – Vítor Sardinha, Viola de Cabo Verde – Ericson Fonseca e Luís Baptista, Viola Caipira – Fernando Deghi, Guiola – Gustavo Roriz e Viola de Fado – João Silva.

O álbum pode ser adquirido junto da TRADISOM ou do músico através da sua página facebook.com/ricardosilvaguitarraportuguesa.

Pub