Vereadora Maria José Duarte destaca trabalho de grande importância desenvolvido pela ACAPO

A Vereadora Maria José Duarte, em representação do Presidente da Câmara, José Manuel Bolieiro, destacou, este sábado, o trabalho de grande importância que a Delegação dos Açores da Associação de Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO) tem vindo a desenvolver junto da da sociedade em prol dos invisuais.

Maria José Duarte falava na sessão comemorativa do 23º aniversário da ACAPO, nos Açores, na qual foi prestada uma homenagem, através de um minuto de silêncio, ao fundador da associação nos Açores, Virgínio Bento, falecido esta semana.

Associando-se à homenagem, em nome pessoal e em nome do Presidente da Câmara, José Manuel Bolieiro, a Vereadora da Ação Social considerou que a associação como desenvolve um “um trabalho  de grande mérito. Um trabalho de agrupar os cegos e amblíopes dos Açores numa Associação condigna para poderem realizar o seu trabalho em prol dos seus associados.”

“É uma honra para a Câmara Municipal de Ponta Delgada  ser  parceira da ACAPO Açores, desde há muitos anos. Temos caminhado lado a lado no que às necessidades dos cegos e amblíopes dos Açores dizem respeito.” – acentuou.

Maria José Duarte registou o apoio especializado que a ACAPO presta a pessoas invisuais em fase de tratamento ou reabilitação, referindo “este trabalho de apoio, que passa por garantir os direitos das pessoas invisuais, é de grande importância para a nossa sociedade e pelo vos agradecemos.”

Reforçou a importância do “trabalho constante da ACAPO para melhorar a inclusão dos cegos e amblíopes nos Açores”, adiantando que foi devido a esta associação que muitas barreiras já foram derrubadas. Hoje, existem possibilidades para os invisuais em várias carreiras profissionais.”

Maria José Duarte fez, ainda, questão de realçar que a Câmara Municipal “está e estará sempre disponível para receber a ACAPO para encontrarmos  cada vez mais e melhores soluções para a inclusão dos invisuais na vida da cidade, ou para se resolverem problemas pontuais.”

Um trabalho contínuo, que, segundo adiantou, “deve ser feito em parceria com a ACAPO”.

Na sessão comemorativa do 23º aniversário a Delegação dos Açores da ACAPO, presidida por Pedro Resendes, que estendeu os votos de parabéns a todos os associados, parceiros da associação e voluntários, realizaram-se duas palestras. Uma, subordinada ao tema “Orientação do deficiente visual e mobilidade segura”, por Manuela Soeiro, da Cresaçor, e outra pela professora Fátima Peixoto.

No final, Pedro Resendes anunciou que, em 2019, a ACAPO vai realizar inúmeras iniciativas, ao longo do ano e até 2020, ano em que a associação celebra 25 anos de existência.

“Em 2019, realizaremos várias iniciativas que estarão incluídas na comemoração dos 25 anos da Delegação da ACAPO dos Açores e esperamos contar com o apoio da Câmara de Ponta Delgada, mas também do Governo Regional” – concluiu