Três arguidos por fraude fiscal na operação ‘saco azul’ que envolve Benfica

Luís Filipe Vieira

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou hoje a constituição de três arguidos, uma pessoa singular e duas coletivas, por fraude fiscal no âmbito da operação ‘saco azul’, que envolve o Benfica.

De acordo com a edição de hoje do jornal A Bola, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, é um dos arguidos nesta investigação, como responsável pela SAD, assim como a própria sociedade desportiva e a Benfica Estádio.

“Confirma-se apenas a existência de um inquérito dirigido pelo Ministério Público (MP) do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e no qual se investigam factos suscetíveis de integrarem crime de fraude fiscal”, disse à Lusa fonte oficial da PGR.