Em declarações no Estádio de São Miguel no dia seguinte a ser conhecido o calendário para 2019/2020, João Henriques disse que a meta é trabalhar “jogo a jogo” e “com a mesma ambição” da época passada, com o intuito de garantir a manutenção do clube açoriano.

O Santa Clara arrancará o campeonato em casa com o Famalicão, equipa que subiu este ano à I Liga.

“O Famalicão é uma equipa recém-promovida, mas com muita ambição, demonstrada pelo investimento que está a fazer e nas infraestruturas que tem. Está a projetar-se para ser um clube de referência na I Liga e não vai facilitar a vida ao Santa Clara”, frisou o treinador do clube da ilha de São Miguel.

O plantel do Santa Clara, diz o seu treinador, está “praticamente fechado”, mas pode haver ainda “surpresas” até final do mercado de transferências.

“Temos de nos ir preparando para não sermos apanhados de surpresa já em pleno campeonato”, nomeadamente com saídas de “jogadores valorizados pela época anterior e apetecíveis” para muitos clubes, casos, por exemplo, do central Fábio Cardoso e do médio Osama Rashid.

Para João Henriques, o mercado de transferências devia encerrar no momento em que começasse o campeonato, já que só assim “todas as equipas estariam em pé de igualdade”.

O Santa Clara regressou no dia 01 de julho ao trabalho com os habituais exames médicos e um primeiro treino aberto à imprensa.

A temporada 2019/2020 será a segunda consecutiva do clube na I Liga, de novo sob o comando do treinador João Henriques, que na época 2018/19 levou os açorianos ao 10.º posto.

No que se refere a contratações, o clube anunciou já vários nomes para a nova época, nomeadamente o guarda-redes André Ferreira, os defesas Zaido Sanusi, Steven Pereira e João Afonso, os médios Nené e Zé Augusto e o avançado Carlos Júnior.

O estágio de pré-época do clube de São Miguel vai decorrer entre 10 e 20 de julho, em Vila Meã e Paredes, estando previstos seis jogos particulares para esse período.

Primeiro, no dia 10, o Santa Clara defronta o Famalicão, jogando três dias depois com o Covilhã e no dia 14 com o Académico de Viseu.

Em 16 de julho, os açorianos defrontam o Penafiel, jogando ainda com Leixões (dia 19) e Rio Ave (dia 20).