Pub

O treinador do Arouca sublinhou hoje o investimento em “quantidade e qualidade” e o “excelente trabalho” de Mário Silva no Santa Clara, na antevisão ao encontro de sábado nos Açores, da terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“Estão a fazer um investimento acima do normal, se olharmos para a chegada de jogadores como o Rildo, o Bobsin, é um conjunto de jogadores referenciados e com provas dadas. Este é o segundo jogo em casa, vão querer rentabilizar o que estão a fazer, que quanto a mim estão a fazer muito bem”, apontou Armando Evangelista.

Depois de uma primeira jornada infeliz na Luz (derrota por 4-0 e reduzido a 10 com o Benfica), os arouquenses venceram na receção ao Gil Vicente (1-0) e é com essa ambição que seguem para Ponta Delgada, “de querer muito a segunda e a terceira vitória e assim sucessivamente”.

“É esse o espírito, é o que procuramos incutir nos jogadores. Sabemos que este campeonato nunca vai ser fácil para o Arouca, estamos conscientes disso. Sabemos da importância que os pontos têm, vamos querer ser competitivos”, indicou.

No entanto, Evangelista admitiu que a humidade no Estádio de São Miguel é uma “questão pertinente”, que causa “dificuldade acrescida no jogo”, e por isso a equipa técnica está avisada para acautelar as reativações físicas para entrar melhor no jogo.

Apesar dos elogios do técnico arouquense, os ‘bravos açorianos’ ainda não venceram este campeonato – nulo com o Casa Pia e derrota com o Boavista por 2-1 –, e por isso devem entrar a pressionar muito e com “muitos jogadores na saída de bola adversária”.

“O Santa Clara tem uma identidade e forma de jogar que me agrada muito, o Mário Silva tem feito um excelente trabalho. Estamos no início, dois jogos não dizem nada do que vai ser o campeonato de cada equipa. Queremos olhar para nós, queremos evoluir, estamos a apostar nisso”, disse.

Ao mesmo tempo, elogiou a “capacidade de saber sofrer” da sua equipa na última jornada com os gilistas, mas alertou que isso não será suficiente com os açorianos que vão colocar outras dificuldades.

Em relação às ausências, Oday Dabbagh continua sem se apresentar – o técnico referiu um problema com o visto do palestiniano –, os defesas Sema Velázaquez e Nino Galovic continuam o processo de recuperação, já integrados em alguns exercícios com a equipa, e David Simão e Pedro Moreira estão aptos e convocados, tal como Mateus Quaresma que cumpriu um jogo de suspensão.

O Arouca, sétimo classificado, com três pontos, desloca-se aos Açores para defrontar o Santa Clara, 13.º, com um ponto, em jogo da terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol, agendado para as 14:30 (15:30 em Lisboa), com arbitragem de Hélder Carvalho da Associação de Futebol de Santarém.

Pub