PUB

O treinador do Santa Clara, Jorge Simão, alertou hoje que é “preciso muito mais do que motivação” para vencer o Benfica, pedindo à equipa uma atuação de “excelência” no próximo jogo da I Liga de futebol.

“Se fosse só isso [a motivação], estava feito, porque o Benfica está em primeiro lugar e tem todas as equipas atrás de si a querer ganhar os jogos. Eles têm mais de 30 jogos esta época e perderam uma vez. Portanto, é preciso muito mais do que motivação para ganhar o jogo”, avisou.

O treinador falava hoje na piscina dos Pelames, na Povoação, local onde decorreu a conferência de imprensa de antevisão à partida frente ao Benfica a contar para a 17.ª jornada do campeonato.

PUB

Jorge Simão alertou que para vencer o atual líder do campeonato é preciso ter uma atitude de “excelência” em “todo os comportamentos” do jogo, afirmando que não existe uma “altura boa ou menos boa para defrontar uma equipa como o Benfica”.

“Analisámos bem o Benfica, como fazemos com qualquer adversário. Identificámos dois, três pontos nos quais nos queremos focar. Não me questionem que não vou falar sobre eles. Para que esses pontos que identificamos consigam-se traduzir no sucesso do resultado temos de ser excelentes na abordagem e no comportamento coletivo”, destacou.

O treinador prometeu uma equipa disposta a ir “à luta” naquele que vai ser o seu primeiro jogo em casa enquanto treinador do Santa Clara, considerando “fundamental” não sofrer golos e “acrescentar qualidade ao processo ofensivo” dos açorianos.

“Este jogo pode ser especial não só para mim, mas para todo o Santa Clara porque é o próximo. Porque é já amanhã [sábado]. Depois de amanhã, passaremos a ter outro jogo especial que é o seguinte. Qualquer jogo terá de ser encarado como um jogo de viragem. Isso é inegociável”, vincou.

O treinador, que foi anunciado a 12 de janeiro como novo treinador do emblema insular, revelou ainda ter o “palpite” que Gonçalo Guedes, reforço do Benfica, vai ser lançado no decurso do jogo.

Jorge Simão comentou ainda as saídas de Anderson Carvalho, Andrezinho, João Marcos e Rodrigo Valente, anunciadas na segunda-feira, reforçando que foram decisões tomadas antes da sua chegada ao Santa Clara.

“Obviamente que a situação do Anderson Carvalho é diferente por ser o jogador que é, por ter dado tanto ao Santa Clara e por ter um percurso tão grande na nossa liga. Acredito que tenha criado muita empatia junto dos açorianos, mas isso também faz parte do futebol”, salientou.

Na última jornada, o Santa Clara empatou a zero no terreno do Portimonense, enquanto o Benfica empatou com o Sporting em casa por 2-2.

O Santa Clara, 16º. classificado com 14 pontos, recebe o Benfica, primeiro com 41, no próximo sábado, às 17:00 locais (18:00 no continente), no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, Açores.

A partida, a contar para a 17.ª jornada da I Liga de futebol, vai ter a arbitragem de Fábio Veríssimo, da Associação de Futebol de Leiria.

Pub