Teresa Machado Luciano afirma que reforçar a participação dos cidadãos acrescenta valor ao Serviço Regional de Saúde

A Secretária Regional da Saúde salientou, em Braga, o objetivo de reforçar a participação dos cidadãos, considerando que “há ainda muito para fazer, mas já muito foi feito”.

Teresa Machado Luciano, que falava na 7.ª Conferência VALOR, da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares, apontou como exemplo o dinamismo de alguns dos conselhos consultivos implementados na Região e a sua participação na elaboração de planos locais de saúde, em parceria com as autarquias e outros parceiros.

A dispersão por nove ilhas e o baixo número de habitantes em algumas delas são, para a titular da pasta da Saúde, “oportunidades para uma participação pública diferente”.

Teresa Machado Luciano referiu ainda a importância da colaboração de todos os parceiros, dentro e fora do arquipélago, considerando que é necessário “fazer mais e estar de forma diferente”.

Esta conferência, que reuniu gestores de serviços de saúde de todo o país, sob o tema ‘Participação em Saúde’, teve como objetivo analisar, refletir e discutir os desafios e as oportunidades que se colocam atualmente ao desenvolvimento e implementação de modelos de gestão centrados no cidadão e na comunidade.

A Secretária Regional da Saúde participou na conferência dedicada à apresentação da Carta para a Participação em Saúde, recentemente aprovada na Assembleia da República, por Margarida Santos e Sofia Crisóstomo, coordenadoras do projeto ‘Mais Participação, Melhor Saúde’.

A mesa-redonda, moderada por João Oliveira, Presidente do Hospital de Braga, contou ainda com a participação de Henrique Capelas, Presidente do Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, Inês Castro, Vogal do Instituto Português de Oncologia do Porto, e Vítor Papão, Diretor-Geral da Gilead Sciences Portugal.