Temporada Artística 2019 leva Rimance de Mateus e a Baleia ao Museu de Angra do Heroísmo

O Governo dos Açores, no âmbito da Temporada Artística 2019, através da Direção Regional da Cultura na tutela da Secretaria Regional da Educação e Cultura, promove no sábado, dia 18 de maio, pelas 22h00, no Museu de Angra do Heroísmo, a apresentação do espetáculo Rimance de Mateus e a Baleia, pela Companhia Cães do Mar, com entrada livre.

Este espetáculo, com início pelas 22h00 e encenação de Ana Brum e produção da Cães do Mar, é de entrada livre.

Rimance de Mateus e a Baleia é uma ópera folk, interpretada por um ator, um cantor e uma banda filarmónica. Trata-se de uma história de aventura e fantasmagoria, que mistura factos e ficção, apresentando uma imagem da dura realidade da baleação costeira nos Açores e bebendo inspiração no romance de Herman Melville, Moby Dick. Um ator dá corpo a Mateus e a uma série de outras personagens, entre elas, o célebre capitão Anselmo, e também Ahab, a conhecida personagem de Melville.

A baleia e o mar são representados pela banda filarmónica e a ação é pontuada por canções que nos lembram os sea shanties do século XIX.

Cães do Mar é uma companhia de teatro que se constituiu em Angra do Heroísmo e apresentou a sua primeira criação em janeiro de 2017, nas instalações do Museu de Angra do Heroísmo. Tem como objetivos criar e divulgar um teatro que seja capaz de beber da cultura açoriana numa perspetiva contemporânea, consciente da necessidade de uma linguagem abrangente e universalista, que pretende criar espetáculos/documentos erguidos sobre memória, História, estórias e cultura popular, não só das nove ilhas que compõem o arquipélago, mas também das comunidades resultantes das diversas vagas migratórias.

O primeiro espetáculo da Cães do Mar, Os amores encardidos de Padi e Balbina – uma dúbia estória do “Revenge”, foi apresentado em Angra do Heroísmo em janeiro, março e julho de 2017 e, desde então, tem feito carreira com diversas apresentações no continente e Regiões Autónomas.