PUB

O técnico do Gil Vicente, Daniel Sousa, disse hoje que a receção ao Santa Clara, para a 14.ª jornada da I Liga de futebol, é “preponderante” para os barcelenses, na sua estreia no campeonato enquanto treinador principal.

“Obviamente que é um jogo muito importante para aquilo que são as nossas aspirações e objetivos na Liga. Falei antes da Taça da Liga começar que a prioridade é o campeonato e dar estabilidade desportiva. Este jogo, sendo o primeiro, tem preponderância, sem dúvida. É o primeiro de uma caminhada, que ainda é longa, e o próximo é sempre o mais importante”, afirmou o treinador, em conferência de imprensa.

O sucessor de Ivo Vieira e Carlos Cunha assumiu os comandos do Gil Vicente após a última jornada do campeonato antes do Mundial2022 (derrota frente ao Benfica por 3-1), tendo liderado a equipa de Barcelos no seu trajeto pela Taça da Liga, que resultou na chegada aos ‘quartos’ da competição e sente agora a equipa “motivada” e “ansiosa” para sair do 16.º lugar que ocupa no campeonato e evitar assim a zona de despromoção.

PUB

“Em primeiro lugar, estamos ansiosos por começar a competir. O grupo está motivado, quer jogar estes jogos oficiais. Estas paragens são muito longas. A equipa está ansiosa, mas no bom sentido”, constatou.

 Quanto a possíveis transferências, com a aproximação da abertura do mercado de janeiro, o técnico reiterou a confiança que tem no atual grupo de trabalho, destacando a mudança da equipa em termos anímicos e diz que possíveis mudanças no plantel ocorrerão de forma “cirúrgica”, numa altura em que o clube já oficializou a contratação do brasileiro Marlon Silva ao Paysandu (Brasil) e a ‘devolução’ do nipónico Mizuki Arai ao Tokyo Verdy (Japão).

“Não vou mudar o registo em relação àquilo que disse. Eu estou satisfeito com o plantel que tenho. Também disse que pode haver uma ou outra mudança, mas são coisas que têm de ser cirúrgicas. Não vamos mudar só por mudar, até porque já vimos que há um comportamento distinto e eu acredito bastante na motivação dos jogadores, de que vamos mudar. As características não mudam, mas muda o comportamento dentro de campo”, defendeu.

Relativamente ao Santa Clara, Daniel Sousa alertou para um adversário “forte”, desvalorizando aquilo que foram os resultados dos açorianos na Taça da Liga, e remeteu para os últimos quatro jogos do campeonato, onde a equipa conseguiu duas vitórias (Estoril e Vizela) e dois empates (Chaves e Porto), que permitem que tenham, neste momento, uma vantagem de quatro pontos face aos visitados.

O treinador disse que, ao dia de hoje, tem algumas baixas no plantel, mas não revelou os possíveis ausentes para o embate de quinta-feira, uma vez que, a dois dias do jogo, podem ainda recuperar, explicando que na quarta-feira será publicado o boletim clínico.

O Gil Vicente, 16.º classificado, com nove pontos, recebe esta quinta-feira o Portimonense, 14.º, com 13, numa partida agendada para as 17:00, sob arbitragem de João Gonçalves, da Associação de Futebol do Porto.

Pub