Pub

Na próxima 4ªfeira, 28 de setembro, às 21h00, o Teatro Micaelense exibe “Entre Ilhas”, um documentário de Amaya Sumpsi.

“Entre Ilhas” é um filme-viagem sensorial pelo arquipélago dos Açores e pelas memórias dos seus habitantes, que nos transporta a uma época em que os barcos comandavam a vida deste remoto lugar, pois só a bordo deles é que era possível partir da ilha e voltar a ela. Como era a vida neste recanto do Oceano Atlântico quando o mar era a única estrada possível e o apito do barco o único relógio a marcar a existência de um mundo que nunca tinha sido visto?

Amaya Sumpsi tem sido uma das programadoras da secção de cinema da FACA – Festa de Antropologia, Cinema e Arte de Lisboa, desde 2013, e é também uma das coordenadoras do Núcleo de Investigação de Antropologia Visual e Artes (NAVA-CRIA) da Universidade Nova de Lisboa, desde 2017. O seu primeiro documentário “Meu pescador, meu velho” estreou no RAI Film Festival em Edimburgo (2013) e foi selecionado para numerosos festivais etnográficos internacionais. Em Portugal, ganhou o prémio Camacho Costa pelo melhor documentário lusófono do festival Cine Eco-Seia (2013). Em 2018, realizou, juntamente com 5 antropólogos visuais, “Um Ramadão em Lisboa”, um documentário colaborativo que teve estreia no festival IndieLisboa (2019).

A entrada é gratuita, mediante levantamento de bilhete na bilheteira do Teatro Micaelense.

Pub