Suspeito de pertencer ao grupo extremista Estado Islâmico detido em Portugal

Um português foi detido na madrugada de domingo por suspeitas de apoiar o grupo extremista Estado Islâmico, tendo sido hoje ouvido em tribunal, que decretou como medida de coação a prisão preventiva, informaram as autoridades judiciais.

Num comunicado conjunto da Procuradoria-Geral da República e da Polícia Judiciária diz-se também que o cidadão agora arguido está radicado no Reino Unido, a partir de onde desenvolveu atividades de apoio à organização terrorista, “nomeadamente como apoio e facilitador ao movimento de outros nacionais para os territórios do Iraque e do norte da Síria”.

As duas entidades explicam que a ação policial que levou à detenção do suspeito de apoiar os combatentes do “estado islâmico” decorreu no âmbito de uma investigação criminal sobre terrorismo, nomeadamente sobre participação de cidadãos nacionais nas fileiras do Estado Islâmico.