Solar do Conde contribui para o crescimento do investimento privado com ampliação do seu hotel, afirma Sérgio Ávila

O Vice-Presidente do Governo destacou o contributo do COMPETIR+ para a captação de investimentos para os Açores e para a dinamização do tecido económico regional, que está cada vez mais competitivo, aproveitando os apoios disponibilizados pelo Governo Regional.

Sérgio Ávila falava sexta-feira, à margem de uma visita à empresa Apartamentos Turísticos Solar do Conde, que tem em curso um projeto de remodelação do empreendimento turístico ‘Solar do Conde’, nas Capelas, concelho de Ponta Delgada, num investimento de cerca de 3,2 milhões de euros.

“Este investimento, apoiado pelo subsistema para o Fomento da Base Económica de Exportação, foi considerado pela empresa determinante para o sucesso da sua atividade na área do turismo”, referiu Sérgio Ávila.

O Vice-Presidente salientou que as candidaturas a todos os subsistemas do COMPETIR+ podem ser efetuadas até ao final do próximo ano.

“Com o aproximar do último ano de candidaturas, esperamos um aumento muito significativo de novos projetos de investimento para os Açores, aumentando ainda mais os resultados registados até ao momento”, frisou.

Para o Vice-Presidente, os resultados já conseguidos confirmam “a atração que o nosso arquipélago tem exercido em termos de investimento, necessariamente decorrente dos apoios existentes e de todo um ambiente económico favorável aos empresários e aos seus projetos”.

Sérgio Ávila revelou que a empresa vai ampliar a capacidade de alojamento do atual hotel ‘Solar do Conde’, num investimento estimado em 3,5 milhões de euros.

O Vice-Presidente destacou o facto de esta empresa aproveitar os apoios disponibilizados pelo Governo Regional, uma vez que, desenvolvendo uma atividade de hotelaria e restauração, já apresentou candidaturas ao PARH – Programa de Apoio à Restauração e Hotelaria.

O objetivo deste programa é incentivar a aquisição de produtos Marca Açores pelas empresas regionais destes setores de atividade, tendo sido já aprovadas mais de 1.500 candidaturas, no valor de mais de 1,5 milhões de euros pagos, o que corresponde, em termos médios, a mais de 15 milhões de euros em vendas neste setor.