Sofia Ribeiro defende a agricultura na utilização de pesticidas

Sofia Ribeiro

Sofia Ribeiro exigiu “uma discussão séria” sobre o uso sustentável dos pesticidas “a bem da saúde dos europeus, do trabalho dos agricultores e da seriedade política”. A Eurodeputada falava no debate sobre a diretiva “Utilização sustentável dos pesticidas”, da responsabilidade da Comissão Ambiente, esta manhã, na Sessão Plenária de Estrasburgo,

Durante a intervenção em plenário, na qualidade de relatora da Comissão de Agricultura do Parlamento Europeu, a Eurodeputada lamentou o tom geral da posição da Comissão do Ambiente, que atribuiu à agricultura a principal causa da má utilização destes produtos, uma vez que “sabemos que o seu uso é generalizado por profissionais e não profissionais, deste e de outros sectores”, referiu.

“É óbvio que é possível utilizarmos pesticidas de uma forma mais sustentável”, admitiu a Social-democrata. “Os agricultores são os principais interessados em manter um ambiente limpo e sustentável ̶ a sua subsistência depende disto”, salientou.

Sofia Ribeiro explicou que as alterações climáticas estão a desencadear o surgimento de novas pragas “que urge combater”. A Eurodeputada explicou que a solução não passa pela erradicação dos pesticidas, mas sim pela aposta “num maior número de substâncias ativas disponíveis, de baixo risco, e na seletividade de administração destes produtos”.

A Eurodeputada lembrou que uma investigação recente demonstrou uma maior presença de resíduos de pesticidas em produtos de origem biológica, em comparação com a produção convencional. “Volto a defender que a União Europeia tem o sistema agroalimentar mais seguro do mundo e que nos mais recentes estudos, 97,2% das amostras de produtos agrícolas apresentaram valores de resíduos muito abaixo do limite legal”, realçou Sofia Ribeiro.