O número de mortos após a queda de uma ponte do metropolitano de superfície na Cidade do México, durante a passagem de uma composição, subiu para 23 e cerca de 70 outras pessoas ficaram feridas, segundo as autoridades.

“Até ao momento, lamentamos a morte de 23 pessoas, incluindo uma que morreu no hospital”, disse aos jornalistas a presidente da Câmara da Cidade do México, Claudia Sheinbaum, que chegou rapidamente ao local.

O acidente, ocorrido por volta das 22:00 de segunda-feira (04:00 de hoje em Lisboa) perto da estação de Olivos, na linha 12 do metro que corta o sul da capital mexicana, deixou cerca de 70 feridos.

Dezenas de bombeiros e equipas de emergência estavam ocupados a socorrer os feridos e a retirar os corpos de passageiros presos numa pilha de metal, entulho, cabos e trilhos deformados.

Outros trabalhadores tentam manter os curiosos afastados devido ao risco de outras secções da estrutura desabarem.

“De repente, vi a estrutura a partir”, disse uma testemunha à estação de televisão mexicana Televisa.

“Menos de um minuto depois, tudo caiu e uma nuvem de poeira formou-se. Quando a poeira baixou, tentei ver o que poderia fazer para ajudar. O silêncio foi terrível”, acrescentou a testemunha, que não foi identificada.

O comboio do metro literalmente partiu-se em dois na queda da ponte de cimento, de acordo com a descrição de um fotógrafo da agência de notícias AFP que chegou ao local.

Várias ambulâncias começaram rapidamente a transportar os feridos mais graves, cerca de 30, para os hospitais da área, incluindo várias pessoas em estado de choque que se encontravam nas proximidades.

O tráfego na linha 12 do metro da Cidade do México ficou completamente paralisado na sequência do acidente, disse um funcionário do STC (Sistema de Transporte Coletivo), a autoridade do transporte público da capital.

Este é o segundo acidente de metro desde o início do ano. Em janeiro, um incêndio danificou as instalações de controlo da rede, matando um e ferindo 29 devido ao fumo.

Em março de 2020, uma colisão entre dois comboios do mesmo metro deixou um morto e 41 feridos.

O metro da Cidade do México foi inaugurado em 1969 e serve a capital numa rede de 12 linhas ao longo de cerca de 200 quilómetros e 195 estações.

Segundo dados oficiais, este metro transporta cerca de 4,5 milhões de passageiros por dia.

CSR // FPA

Leia todos os conteúdos exclusivos da VISÃO no site. E experimente a nova app, mais completa, com podcasts, newsletters diárias, alertas noticiosos e muitos conteúdos só para assinantes

Tenha mais VISÃO

Mais na Visão

VISÃO VERDE
Ambiente

Canábis: o lado negro do “ouro verde”

A produção de um quilo de flor de canábis seca emite duas a cinco toneladas de gases com efeito de estufa, conclui investigação da Universidade do Colorado. A VISÃO falou com os autores do estudo, que pedem leis para reduzir os impactos ambientais do cultivo de canábis, uma indústria em enorme expansão

Cultura

Artista plástico Julião Sarmento morre aos 72 anos

O artista plástico Julião Sarmento, um dos mais internacionais artistas portugueses, morreu hoje, em Lisboa, aos 72 anos, confirmou à agência Lusa a galerista Cristina Guerra

Exame Informática
Mercados

Facebook e Instagram informam utilizadores que rastreio ajuda a manter os serviços gratuitos

Alteração da política de privacidade trazida no iOS 14.5 torna os utilizadores mais conscientes das permissões de cada app. Facebook e Instagram passam a informar, nas notificações, que o rastreio é o que permite manter os serviços gratuitos

Exame Informática
Ciência

Pedaço de 30 metros de foguetão chinês está fora de controlo e a descer para a Terra

Componente que pesa mais de 20 toneladas está em rota descendente, fora de controlo e há o receio de que possa despenhar-se numa zona habitada, entre Nova Iorque e a Nova Zelândia

Mundo

Balanço de mortos sobe para 20 em acidente no metro do México

O balanço de mortos após a queda de uma ponte do metropolitano de superfície na Cidade do México, durante a passagem de uma composição, subiu para 20 e cerca de 70 pessoas ficaram feridas

Mundo

Covid-19: Bruxelas prevê “recuperação forte” da economia portuguesa a partir de julho

O vice-presidente executivo da Comissão Europeia prevê uma “recuperação bastante forte” da economia portuguesa no segundo semestre deste ano, numa altura em que as restrições são levantadas

Mundo

Índia: Médicos internos desviados dos exames para combater maior surto de Covid do mundo

Com 12 dias consecutivos de mais de 300 mil novos casos de Covid-19, a Índia adiou os exames que estavam marcados para segunda-feira para médicos e enfermeiros internos para ganhar meios humanos

Mundo

Covid-19: Estados Unidos querem autorizar vacina da Pfizer a partir dos 12 anos

Os Estados Unidos deverão aprovar, a partir da próxima semana, a vacina covid-19 da Pfizer-BioNTech para crianças com 12 anos ou mais, noticiou na segunda-feira a imprensa norte-americana

Sociedade

São várias as Índias que moram em Portugal

O sortido de especiarias e temperos que está na base da gastronomia indiana é a melhor imagem para ilustrar a diversidade da comunidade que vive e trabalha em Portugal, procurado pela política migratória mais aberta

Política

Ministério Público de Odemira investiga 11 inquéritos sobre auxílio à imigração ilegal

O Ministério Público de Odemira tem em curso 11 inquéritos sobre auxílio à imigração ilegal para efeitos de exploração laboral, disse à Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR)

Sociedade

Bill e Melinda Gates anunciam divórcio

O casal emitiu esta segunda-feira um comunicado conjunto para anunciar a decisão de terminar o casamento de 27 anos

LD Linhas Direitas
LInhas Direitas

Deus não mandou investir na pílula abortiva

Resta aos católicos aceitar, e entender, que a ordem de investimento não veio do Céu, mas de algum cardeal ou de um coordenador de fundos de investimento