“O SINTAP chegou a acordo negocial com a União Regional das Misericórdias dos Açores (URMA) relativamente a aumentos salariais de 01% para 2018, com retroatividade a 01 de maio do corrente ano”, refere um comunicado enviado às redações pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública e de Entidades com Fins Públicos.

O sindicato tinha agendado greve para os dias 07, 14, 21 e 28 nas Misericórdias da região, uma paralisação que agora suspende porque o acordo celebrado com a URMA vem ao encontro das reivindicações da estrutura.

“O Acordo contém ainda a abertura do processo negocial para 2019, já no próximo mês de janeiro, nomeadamente para aumentos salariais e de matérias de expressão pecuniária e outras relativas com o estatuto profissional dos trabalhadores das misericórdias dos Açores”, lê-se ainda no comunicado.

O SINTAP sublinha que, “neste acordo agora alcançado, foram fundamentais as adesões registadas nas greves de 23 e 30 de novembro como forma de protesto e de descontentamento por parte dos trabalhadores das Misericórdias pela forma discriminatória como estavam a ser tratados em relação aos seus colegas das Instituições Particulares de Solidariedade Social – IPSS”.

O SINTAP lembra que já tinha alcançado um acordo, a 30 de abril, com a União Regional das Instituições Particulares de Solidariedade Social dos Açores (URIPSSA).